Camila faz alerta para índices elevados de câncer de mama e de colo de útero na Paraíba

SAÚDEA deputada estadual Camila Toscano (PSDB) fez um alerta às autoridades estaduais sobre o alto índice de câncer de mama e colo de útero registrado na Paraíba em 2016. A tucana cobrou ainda mais investimentos por parte do Estado na prevenção a essa doença que vêm matando centenas de mulheres em diversos municípios paraibanos. Dados do Instituto Nacional do Câncer – José Alencar Gomes da Silva (Inca), na Paraíba foram registrados 800 casos de câncer de mama e 330 de colo de útero.

Conforme os dados, apenas em João Pessoa foram registrados 250 casos de câncer de mama e 80 de colo de útero. “É preciso que o Governo do Estado invista mais em prevenção. Precisamos de mais hospitais oferecendo exames como a mamografia, vacinando contra o HPV, fazendo os exames ginecológicos preventivos como o Papanicolau e, eventualmente, orientando sobre o uso da camisinha e higiene que também são fatores de risco para o câncer de colo de útero”, afirma.

A deputada lembra ainda que um estudo divulgado pelo Instituto Nacional de Câncer mostra que a doença foi a segunda causa de morte em adolescentes e jovens adultos de 15 a 29 anos, entre 2009 e 2013, ficando atrás apenas de “causas externas”, como acidentes e mortes violentas. O Inca também divulgou dados sobre a incidência: os carcinomas do trato geniturinário (aparelhos genital e urinário) atingiram 41,28 por milhão de mulheres entre 15 e 29 anos. O tumor de colo de útero é o principal deles. E entre as mulheres de 25 a 29 anos, esse tumor foi a principal causa de morte por câncer.

O câncer de colo de útero está relacionado principalmente à infecção por HPV (papiloma vírus humano). Há mais de 150 subtipos dele e alguns, como o HPV-16 e o HPV-18, aumentam o risco de desenvolvimento da doença. A transmissão é feita principalmente na relação sexual. O câncer de colo do útero é o terceiro mais frequente nas mulheres. No ano passado, foram 16.340 novos casos no Brasil, de acordo com Inca.

Assessoria 

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário