Homem é condenado à morte por matar a própria mãe, fritar e comer os órgãos dela

Sunil Rama Kuchkoravi matou a própria mãe, antes de comer os órgãos dela. A "brutalidade severa" do caso gerou comoção na Índia. O juiz condenou que o rapaz seja enforcado até a morte. 

Foto: Michael Dantas / AFP via Getty Imagens. 
Um homem alcoólatra foi condenado à morte pelo tribunal de Kolhapur, na Índia, por matar a própria mãe, fritar e comer os órgãos dela. Por conta de sua “natureza diabólica”, o juiz responsável considerou que o crime estava entre os mais raros dos casos.

De acordo com reportagem da revista India Today, Mahesh Krishnaji Jadhav sentenciou Sunil Rama Kuchkoravi a ser enforcado até a morte pelo crime de assassinato. A condenação ainda precisa ser confirmada pela Corte de Mumbai.

O juiz relatou que o crime chocou a “consciência coletiva” da sociedade. Não apenas pelo assassinato em si, mas por sua “brutalidade severa e desonra”. O magistrado considerou, também, que não havia nenhum sinal de arrependimento ou remorso no comportamento do criminoso.

De acordo com reportagem da Vice, o relatório forense explicou que havia duas lesões nas partes íntimas da vítima. O tribunal considerou que o ato de despir a própria mãe e infligir lesões fatais nela sem “qualquer sofrimento ou misericórdia” é “o maior insulto à maternidade” e à “sociedade em si”.

“A dor que esta mãe experimentou não pode ser descrita em palavras. Ele (criminoso) cometeu o ataque para satisfazer seu desejo por bebida. Ele tirou a vida de sua mãe desamparada”, apontou o tribunal.

Crime foi cometido há quatro anos

Kuchkoravi cometeu o crime em agosto de 2017. Uma criança da vizinhança viu o homem montado sobre o cadáver da mãe, coberto por sangue. Pessoas chamaram a polícia após ouvirem os gritos da criança.

Quando o policial Bhausaheb Malgunde chegou ao local para exames preliminares, encontrou o corpo em uma piscina de sangue, com parte dos órgãos retirados. O agente notou o coração da mãe em uma bandeja, enquanto outras partes estavam em uma lata de óleo.

Criminoso exigia dinheiro da mãe para comprar bebida alcoólica

De acordo com a promotoria, Kuchkoravi era alcoólatra. Sua esposa havia o deixado porque era agredida por ele. O criminoso, então, passou a morar com a mãe, com quem discutia frequentemente, exigindo dinheiro para comprar bebidas.

Antes do crime, Kuchkoravi foi visto discutindo com a mãe. Os objetos utilizados no crime foram descobertos em um local onde apenas o rapaz estava. Ele tinha manchas de sangue pelo corpo. (*) Yahoo

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário