'A caneta Bic é minha', diz Bolsonaro após fala de Mourão sobre vacina

Vice-presidente disse que o Brasil vai comprar a vacina chinesa. 

Foto: Lula Marques / Fotos Públicas. 
A caneta Bic é minha", afirmou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na tarde da sexta-feira (30) sobre a possibilidade do governo federal comprar a vacina chinesa contra a covid-19. Dita ao portal R7, a fala é uma resposta ao vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), que disse que era "lógico" que a Coronavac, fabricada pelo laboratório chinês Sinovac com o Instituto Butantan, seria comprada pelo Brasil.

"O governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantan para produzir essa vacina. O governo não vai fugir disso aí", disse Mourão à revista Veja. 

A Coronavac tem sido alvo do embate entre Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), adversário político do presidente. 

Em reunião com governadores, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, havia dito que o governo brasileiro iria usar a vacina no SUS, mas foi desautorizado por Bolsonaro logo em seguida. 

Na época, Bolsonaro disse que não investiria em vacina sem aprovação da Anvisa. Depois, disse que mesmo com aval da Anvisa não compraria a vacina da China. na quarta, a Anvisa liberou importação da matéria-prima necessária para começar a fabricar as doses da Coronavac no Brasil. (*) Correio24Horas

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário