Flamengo bate o Resende de virada na estreia dos titulares

Resende 1 x 3 Flamengo (Arena Maracanã). Foto: Reprodução. 
O Flamengo teve bem mais dificuldade que o esperado, mas derrotou o Resende nesta segunda-feira, na estreia de seus titulares na temporada. No Maracanã, o time rubro-negro levou um susto com o gol de Alef Manga no segundo tempo, mas encontrou forças para virar, graças à dupla Gabigol e Bruno Henrique, que brilhou na reta final. Triunfo por 3 a 1 que encaminha a vaga às semifinais da Taça Guanabara.

Com ótimo público, o Maracanã se animou para ver os titulares do Flamengo pela primeira vez. Antes mesmo da bola rolar, o clima era de festa para Gabigol, Bruno Henrique e cia., mas especialmente Jorge Jesus, nome mais gritado pela torcida.

A partir do apito inicial, o Flamengo foi para cima, exerceu a marcação no campo de ataque, tão característica da equipe no ano passado, e sufocou o adversário. Mas faltava algo. Às vezes, capricho no último passe, em outras, mira mais afiada na finalização. Apesar da intensa pressão desde o primeiro minuto, o time rubro-negro parecia levar a partida quase como um treino.

Desta forma, acumulou chances perdidas. Bruno Henrique foi quem chegou mais perto, em pancada de fora da área que parou no travessão. Logo depois, recebeu ótimo passe de Gabigol e teve a chance de frente para Ranule, que espalmou.

Bem marcado, Gabigol pouco apareceu. Everton Ribeiro, Arrascaeta, duas vezes, e Diego tiveram ótimas oportunidades. Em todas, porém, erraram a pontaria.

O Resende só atacou pela primeira vez nos acréscimos da primeira etapa, mas Diego Alves impediu o gol de Caio Cézar. No início da etapa final, nova escapada da equipe. Mais uma vez, Diego Alves apareceu para salvar o chute de Caio Cézar.

Rapidamente, o Flamengo recuperou o domínio. Pelo alto, quase marcou com Gustavo Henrique, mas Ranule impediu. O goleiro voltou a aparecer bem para impedir o gol contra de Kevyn, após cruzamento de Rafinha.

Quando o primeiro gol parecia próximo, quem marcou foi o Resende. Aos 19 minutos, Gabigol errou domínio e Geovani lançou rapidamente Alef Manga, que finalizou cruzado, sem chances para Diego Alves, com direito a comemoração a la Gabigol.

O nervosismo tomou conta do time rubro-negro, que passou a errar muitos passes. Mesmo assim, na base da insistência, chegou ao empate aos 29. Pedro foi acionado na área e finalizou mascado. A bola desviou em Rezende e matou o goleiro Ranule.

A partir daí, o que se viu foi uma pressão intensa do Flamengo. E por mais que faltassem pernas, a dupla mais decisiva do futebol brasileiro no ano passado voltou a brilhar. Aos 39, Bruno Henrique cruzou da esquerda e encontrou a cabeça de Gabigol, que virou o placar.

Com o adversário entregue, Bruno Henrique ainda aproveitou ótima assistência de Pedro para selar o placar. (*) Espn Brasil

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário