Com ajuda de árbitro de vídeo, Lanús vai à final da Libertadores

Time argentino venceu o River de virada e deve pegar o Grêmio.



O Lanús conseguiu uma virada histórica nesta terça-feira (31), diante de sua torcida, para conseguir a vaga na final da Libertadores pela primeira vez. Depois de perder por 1 a 0 na ida da semifinal para o River Plate, no Monumental de Núñez, e ficar atrás por 2 a 0 em La Fortaleza, buscou a vitória por 4 a 2 com direito a atuação no gol derradeiro do árbitro de vídeo, utilizado pela primeira vez na história da competição.

O artilheiro Scocco e Montiel colocaram o River na frente logo no início do jogo, mas Sand, duas vez, e Acosta viraram para o Lanús. No segundo tempo, um puxão de Montiel em Pasquini foi ignorado pelo colombiano Wilmar Roldán, mas a arbitragem de vídeo, liderada pelo brasileiro Sandro Meira Ricci, alertou para o erro e o pênalti foi marcado. Alejandro Silva, então, garantiu o gol que selou o resultado histórico.

Foi assim que o Lanús se garantiu em sua primeira decisão do torneio na história. Agora, deverá enfrentar o Grêmio na luta pelo título da Libertadores. Afinal, o time brasileiro fez 3 a 0 na ida da semifinal contra o Barcelona-EQU, em Guayaquil, e pode até cair por dois gols de diferença em casa, nesta quarta (1º), que será finalista.

Estadão
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário