Em vídeo, Temer diz que reforma trabalhista trará empregos e ‘inúmeras vantagens’

O presidente Michel Temer (PMDB) disse nesta segunda-feira, em pronunciamento oficial sobre o Dia do Trabalho, celebrado hoje, que a reforma...

O presidente Michel Temer (PMDB) disse nesta segunda-feira, em pronunciamento oficial sobre o Dia do Trabalho, celebrado hoje, que a reforma trabalhista irá trazer “inúmeras vantagens” para o trabalhador e prometeu a geração de mais empregos “muito brevemente".


A fala do presidente foi divulgada apenas nas redes sociais, repetindo estratégia adotada pela presidente Dilma Rousseff (PT), que não usou a cadeia nacional de rádio e TV em 2015 e 2016 quando, com baixa popularidade, temia ser alvo de panelaços, protestos que se tornaram recorrentes no estertor de seu governo.

Pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo Datafolha aponta que para 64% dos brasileiros a reforma trabalhista irá beneficiar mais os patrões do que os empregados. Na mesma pesquisa, 71% disseram ser contra a reforma da Previdência, que foi ignorada por Temer no seu pronunciamento oficial.

“O 1º de Maio deste ano marca um momento histórico. Iniciamos nova fase, uma fase em favor do emprego. Estamos fazendo a modernização das leis trabalhistas e você terá inúmeras vantagens. Primeiro, vamos criar mais emprego. Segundo, todos os seus direitos trabalhistas estão assegurados, disse o presidente.

Segundo ele, “com a modernização trabalhista aprovada pela Câmara, a criação de postos de trabalho, inclusive para os jovens,. ocorrerá de forma muito mais rápida”, afirmou.

Ele também afirmou que, ao contrário do que pregam as centrais sindicais que foram às ruas na última sexta-feira contra as reformas, “a nova lei garante os direitos não só para os empregos diretos, mas também para os temporários e terceirizados, todos com carteira assinada”. “Portanto, concede direitos àqueles trabalhadores que antes não tinham.”

O presidente também ressaltou que, com a reforma, “empresários e trabalhadores poderão negociar acordos coletivos de maneira livre e soberana”. “O diálogo é a palavra de ordem. Além de mais empregos, o resultado será mais harmonia na relação de trabalho e, portanto, menos ações na Justiça”, disse.

Herança

Temer criticou a herança econômica recebida de Dilma, lembrando que “há menos de um ano, recebemos um país com muitos milhões de desempregados”. “O desemprego ainda persiste, ma estamos trabalhando o tempo todo para mudar esse quadro. Baixamos a inflação de 10,7% ao ano [em janeiro de 2016] para 4,5% ao ano [em janeiro de 2017]. A área econômica está recuperando a confiança do país. Isso significa que você terá a abertura de mais empregos muito brevemente”, afirmou.

O presidente se despediu dizendo que trazia uma “mensagem de otimismo e harmonia entre todos os brasileiros”. “É com trabalho que vamos vencer nossas dificuldades. Os resultados já começam a aparecer. Acredite no Brasil, acredite na força de cada um de transformar esse país”, disse.

VEJA.com

LEIA TAMBÉM

POLITICA 8534502677866767874

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailler

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item