Governo autoriza reajuste de até 12,5% no preço dos medicamentos

Os preços dos medicamentos poderão subir até 12,5% a partir desta sexta-feira (1º). A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), órgão do governo constituído por representantes de vários ministérios, fixou em 12,5% o reajuste máximo permitido aos fabricantes na definição dos preços dos medicamentos. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União. 

Segundo o G1, a regulação é válida para mais de 9 mil medicamentos com preços controlados pelo governo. No ano passado, o reajuste máximo autorizado foi de 7,7%. Já em 2014 de 5,68%. 

A provável alta é fruto da crise econômica e o setor já contava com um reajuste de forma a compensar a inflação do período e o aumento de custos gerados pela alta do dólar e aumentos no valor da energia elétrica. 

De acordo com a Interfarma, a associação que representa laboratórios farmacêuticos do país, é a primeira vez em uma década que o governo autoriza um reajuste anual de preços acima da inflação.  (Noticia ao Minuto)
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário