“Vou sair da decisão pela porta da frente”, diz Romero sobre 2022

Cobrado por aliados, ex-prefeito evita antecipar definição e diz que PSDB tem toda liberdade de lançar Pedro.  

Foto: G1/Arquivo/Mauricio Melo. 
Convivendo com a pressão interna de seu grupo, por uma definição sobre as eleições de 2022, o ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), tem dado ‘tempo ao tempo’ quando o assunto é o processo eleitoral do ano que vem.

“Vou sair da decisão pela porta da frente. Sugiro que as pessoas decidam independente de mim. Não fixei prazo para ninguém e acredito que a recíproca seja a mesma”, discorreu o ex-prefeito, em entrevista ao jornalista Luís Torres ontem.

“O PSDB é um partido forte, partido grande. Tem toda liberdade de lançar Pedro, sem nenhum problema”, completou.

O ex-prefeito voltou a dizer que nunca teve problemas pessoais com o governador João Azevêdo (Cidadania) e defendeu a possibilidade de diálogo.

“Não há problema em conversar”, argumenta, acrescentando que ainda não conversou, pessoalmente, com Azevêdo sobre 2022.

As declarações ocorrem em um instante em que membros do PSDB cobram uma definição do ex-gestor sobre o seu futuro político – após sinais de uma aproximação iminente entre ele e o governador João Azevêdo.

Diferentemente do ex-prefeito, outros membros do PSD têm feito fila nos eventos do Governo. Romero continua assegurando, contudo, que não decidiu nada ainda. 

(*) Créditos: João Paulo Medeiros/Pleno Poder/Jornal da Paraíba 

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário