Do Litoral ao Sertão: ASPOL denuncia situação degradante das delegacias de Polícia Civil na PB

Foto: Divulgação / ASPOL/PB. 
A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba – ASPOL/PB realizou, nos meses de janeiro e fevereiro, uma série de visitas às Delegacias do Estado da Paraíba e constatou situações degradantes nas estruturas físicas das unidades policiais e péssimas condições de trabalho. A diretoria percorreu várias cidades, do litoral ao sertão da Paraíba, e encontrou: banheiros quebrados, ambientes sujos, as portas e grades das celas enferrujadas e danificadas, obras não terminadas, falta de segurança orgânica, falta de acessibilidade e banheiros adaptados para funcionamento de um órgão público e praticamente todas não têm extintores de incêndio, além da ausência da divisão acrílica de proteção contra o coronavírus, equipamentos de proteção individual - EPI, entre outros problemas.

As cidades visitadas foram: Caaporã, Cajazeiras, Caraúbas, Conde, Cuitegi, Gurjão, Itapororoca, Juazeirinho, Mamanguape, Monteiro, Pilar, Pilões, Santa Rita e Sobrado. Diante da situação constatada nesses municípios, a ASPOL encaminhou ofícios à Delegacia Geral e ao Secretário de Segurança do Estado e criou um banco de imagens que será encaminhado ao Ministério Público do Trabalho – MPT, para buscar reparo desse dano moral coletivo, além da responsabilização por tamanha omissão.

“Queremos ouvir da gestão da Polícia Civil da Paraíba o real motivo dessa desvalorização com a instituição, com o servidor e com a população. Imagine você trabalhar 24h e não ter banheiro, nem água para beber?”, disse a presidente da ASPOL/PB, Suana Melo.

“Já tentamos várias vezes nos reunir com o governador João Azevêdo, e não entendemos a dificuldade em dialogar para resolvermos juntos esses problemas. A falta de estrutura, a desvalorização salarial, onde amargarmos a triste estatística de recebermos O PIOR SALÁRIO DO PAÍS, é uma demonstração da omissão. A ASPOL/PB aguarda providências. Merecemos respeito”, completou Suana.

Fotos: Divulgação / ASPOL/PB. 

(*) Assessoria de Imprensa-ASPOL/PB. 

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário