Guarabira: repórter da Constelação FM vai apurar denúncia de falta de medicamento e é destratado por funcionário na 2ª Gerência de Saúde

O repórter Zé Roberto, da Rádio Cosntelação FM de Guarabira. Foto: Reprodução / Facebook. 
As denúncias de falta de medicamento na Segunda Gerência Regional de Saúde, órgão estadual com sede em Guarabira -,seguem em evidência nos meios de comunicação nos últimos dias. Na manhã desta sexta-feira (23) o programa Jornal da Manhã apresentado por Levi Ramos e Cid Cordeiro, na Rádio Constelação FM, foi quem recebeu as queixas de ouvintes sobre o assunto, de remédio excepcional que estaria fazendo oito meses de ausência no estoque da farmácia da 2ª GRS, denominada Cedmex.

O repórter da emissora, Zé Roberto, que faz a comunicação externa do radiofônico matutino, foi até a referida repartição estadual de saúde para saber se a denúncia estava batendo e eventualmente se estivesse realmente faltado os ditos medicamentos, se informar com a gerência acerca dos motivos. Chegando ao local, ele foi informado por um funcionário que a chefe da repartição não se encontrava, e o indagou se ele tinha conhecimento da falta de remédio na repartição. Foi quando o servidor se alterou e levantou a voz para o repórter, passando a responder Zé Roberto de forma deselegante e sem qualquer justificativa para tal situação. Ouvintes da emissora passaram a questionar se o funcionário teria competência e educação para trabalhar em um local público.

O desentendimento verbal entre ambos, iniciado pelo funcionário do Estado,  infelizmente impediu o radialista de levar o outro lado da história aos ouvintes do Jornal da Manhã.

Ouça trecho da discussão (áudio cedido pela produção do jornal da manhã)

De acordo com os apresentadores do radiofônico, os medicamentos que estão sendo denunciados suas faltas no Cedmex da 2ª GRS são Olanzapina de 10mg e de 5mg, respectivamente – destinados a pessoas com problemas mentais. E Miacalcic para combate a osteoporose.

O nosso editorial teve conhecimento que a Associação Guarabirense de Imprensa - AGI - deverá se pronuciar sobre o assunto, que envolve um membro da entidade, que naquele momento apenas cumpria o pleno exercício da sua função.

O nosso espaço também está aberto para a versão contraditória.

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário