Prefeitos cobram ao governador uniformização de decreto de enfrentamento ao coronavírus

Reunião remota entre prefeitos. Foto: Divulgação. 
PANDEMIA - Prefeitos paraibanos reunidos de forma remota junto a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) cobraram ao governador João Azevêdo a unificação do decreto estadual, que será prorrogado até o dia 3 de maio. Os gestores pedem que as medidas determinadas pelo Estado se apliquem a todos os municípios, mesmo aqueles sem casos registrados da Covid-19, medida que garante a segurança da população em todas as regiões da Paraíba.

Os gestores alegam que o decreto estadual prejudica a população no sentido de ter mais rigor em cidades que não registraram casos, quando se sabe que os municípios são próximos uns dos outros e isso faz com que a população transite para os locais em que as ações de isolamento são mais brandas.

“Deixo o exemplo das feiras livres. Se um município tem um caso de Covide-19 deverá está com a feira proibida, mas o vizinho que não tem casos registrados estará com a feira funcionando. Então, muitas pessoas da cidade que tem caso da doença irão para o município vizinho participar da feira, levando risco para as pessoas”, explicou o presidente da Famup, George Coelho.

Os prefeitos destacaram ainda que a evolução da doença no Estado tem número ainda numa escala menor que os Estados vizinhos pela prudência adotada em todos os municípios com as medidas de isolamento social independente da confirmação de casos em seus municípios. “Para manter essa segurança e o isolamento social é que estamos pedindo que o governador retire do decreto a exigência das medidas apenas para municípios com casos confirmados”, disse George Coelho. (*) Ascom Famup

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário