Janaína Paschoal chora com saída de Moro do ministério: “Vejo meu trabalho ser destruído”

Antes de ser deputada por São Paulo, Janaina Paschoal escreveu o pedido de impeachement da ex-presidente Dilma Rousserf. Foto: Evaristo Sá / AFP / Getty Imagens. 




A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) lamentou a saída de Sergio Moro do ministério da Justiça e da Segurança Pública. “Chorei grande parte do pronunciamento. Infelizmente, nosso país parece ter um carma”, disse.

Autora do pedido de impechment da ex-presidente Dilma Rousseff, Janaína afirma que sente que todo o trabalho dela durante o processo de saída da petista está sendo destruído, assim como o trabalho da Operação Lava Jato. “Estou dilacerada”, desabafa.

Sobre as denúncias feitas por Moro, a deputada acredita em todas as palavras do agora ex-ministro. Moro afirmou que não assinou a exoneração do superintendente da Polícia Federal, Maurício Valeixo, e disse que o presidente Jair Bolsonaro queria controlar o que ocorria na PF.

 Questionada sobre a sustentação de Bolsonaro no governo, Janaína Paschoal acredita que “todos os corruptos o sustentarão agora” (*) Yahoo



Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário