Após decisão conjunta, Guarabira reabre comércio com restrições, na segunda (20)

A reunião entre o prefeito em exercício Marcus Diogo e a classe empresarial ocorreu no CEOA. Foto: Chico Neto / Codecom. 
A cidade de Guarabira terá os segmentos do comércio, o quais são classificados como não essenciais, abertos na próxima segunda-feira (20); porém com medidas restritivas e funcionamento das 8h às 14h. A decisão foi tomada em conjunto durante uma reunião, na manhã desta quinta-feira (16), realizada no Centro Educacional Osmar de Aquino, com a presença de representantes municipais (executivo e legislativo), direções do Hspital regional e UPA, e entidades comerciais, sendo ACEG (Associação Comercial e Empresarial de Guarabira), Fecomercio, e CDL (Clube dos Dirigentes Logistas de Guarabira). Entretanto a feira livre do sábado permanece suspensa. Foi o que adiantou a imprensa, o prefeito em exercício Marcus Diogo, após o encontro.

O comércio guarabirense está com as suas atividades suspensas desde o último dia 20 de março devido a pademia do novo coronavirus (Covid-19), o que fez o prefeito decretar sérias medidas de prevenção ao contágio do vírus, conforme orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Mantendo aberto, com restrições, estabelecimentos considerados essenciais, como supermercados, padarias, farmácias, borracharias, postos de combustível; além de agências bancárias, correios e lotéricas. O que fez a outra parte dos comerciantes reivindicarem a abertura de suas lojas, se utilizando das mesmas medidas restritivas adotadas para os segmentos essenciais.

Outras medidas para reabertura do restante do comercio diz respeito ao uso de EPIs (máscaras de proteção, luvas, álcool em gel) pelos funcionários, evitar aglomeração de clientes dentro do estabelecimento e realizar filas com distanciamento entre as pessoas.

Até o presente momento Guarabira não contabiliza casos confirmados de Covid-19, mas na esfera estadual, já morreram mais de 20 pessoas e infectadas superam a casa de 160.

O prefeito em exercício Marcus Diogo deverá editar novo decreto nos próximos dias.
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário