‘Aliados da doença’, diz Dória ao criticar carreatas contra o isolamento social

O governado de São Paulo, João Dória. Foto: Divulgação. 
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou neste sábado (18) os protestos feitos em algumas cidades brasileiras, inclusive na capital paulista, contra o isolamento social –medida decretada nos Estados para evitar a propagação da covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

No Twitter, Doria informou sobre os 991 mortos registrados em São Paulo neste sábado por causa da doença. Afirmou que diante dos números, os manifestantes atuam a favor de “sabotar o trabalho de profissionais de saúde, que continuam lutando para salvar vidas“.

Para o governador, os defensores do fim do isolamento social tratam a pandemia da covid-19 “como se ela escolhesse cor partidária”. “São aliados da doença”, afirmou.

Neste sábado (18), foram realizadas carreatas e protestos contra as medidas de quarentena ao menos em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Os atos vieram 1 dia depois do tucano prorrogar o isolamento no Estado para até 10 de maio.

Em São Paulo, além de Doria, os motoristas de carros e motocicletas fizeram críticas ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e manifestaram apoio ao presidente Jair Bolsonaro, que defende a flexibilização do isolamento. (*) Poder360

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário