Desabamento de edifício em Fortaleza: duas mortes confirmadas pelo Corpo de Bombeiros

A segunda vitima fatal era entregador de água. Foto: Kid Júnior. 
Treze horas após o desabamento do Edifício Andrea [em Fortaleza-CE], a primeira pessoa foi retirada dos escombros morta na noite de terça (15), por volta das 23h50, e um segundo óbito, que foi repassado por ser uma mulher, foi declarado no início da manhã desta quarta (16).

As informações referentes a duas mortes foram confirmadas, no local, pelo Coronel Luís Eduardo Soares de Holanda, comandante do Corpo de Bombeiros. 

A primeira vítima foi identificada como Frederick Santana dos Santos, de 30 anos, e estava no mercadinho ao lado ao Edifício Andrea.

"Ele não estava no prédio, estava trabalhando no mercadinho ao lado, que foi já um efeito colateral do desabamento do prédio que acabou atingindo a esse mercadinho. Ele é a nossa primeira vítima confirmada", disse o coronel Holanda. 
De acordo com informações do local, o homem retirado é o que estava descarregando o caminhão de água no mercantil vizinho ao prédio, quando houve o desabamento. Ele foi atingido e teve partes do corpo imprenssado nos escombros. 

No momento do resgate, o Corpo de Bombeiros pediu silêncio às pessoas que estavam na região, para tentar escutar possíveis pedido de ajuda.

Amigo esperava resgate
O outro entregador que descarregava o mesmo caminhão conseguiu correr a tempo e sobreviveu. Antônio Gomes Marcelino, 34 anos, disse, de manhã, que esperava que conseguissem retirar o amigo. "Ele não conseguiu sair. Traga notícias dele. Eu nasci de novo. Eu corri, estava em baixo, no comércio de frente", disse Antonio.

Em nota, a Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a família da vítima já foi comunicada e que recebe acompanhamento psicológico e social. "Até o momento, nove pessoas foram resgatadas com vida dos escombros. Outras oito pessoas foram reportadas às autoridades como presentes no local durante o desabamento e seguem como desaparecidas. O trabalho de buscas continua 24 horas", informa ainda a nota.

Diário do Nordeste 

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário