Sport vence o Náutico nos pênaltis e levanta pela 42º vez o título de Campeão Pernambucano

Sport 1 (4) x (3) 2 Náutico (Foto Reprodução / TV Globo). 
A história foi mais uma vez repetida. Neste domingo e há 51 anos, sempre que Sport e Náutico se encontram em uma decisão de campeonato é assim. Porém, dessa vez, com uma dose extra de sofrimento.

Na final mais equilibrada entre os dois times desde 1968, quando os alvirrubros comemoraram pela última vez um título em cima do rival, o Leão levantou o seu 42º título pernambucano, com uma vitória [de 4 a 2] nos pênaltis, após o Timbu vencer no tempo normal por 2 a 1, de virada e devolver a derrota por 1 a 0 no jogo de ida, nos Aflitos. O prata da casa Mailson, herdeiro do ídolo Magrão no gol leonino, foi o herói da conquista ao defender as cobranças de Rafael Oliveira e Diego Silva.

O título também tem um gosto especial por outros motivos. É o primeiro levantado na Ilha desde 2010, quando venceu a decisão justamente em cima do Náutico. Além disso, para um clube que busca se reerguer após o rebaixamento à Série B, nada melhor do que iniciar a caminhada com mais um troféu em sua já vitoriosa galeria. 

Nas cobranças de pênaltis, o Sport foi mais competente ao converter todas as cobranças, com Élton, Norberto, Rafael Thyere e Ronaldo. O Náutico desperdiçou com Rafael OLiveira e Diego Silva parando em Mailson. Apenas Wallace Pernambucano e Jimenez converteram Sport campeão. Pela 42ª vez. 

(Diário de Pernambuco)
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário