Jovem é assassinada dentro de casa pelo companheiro em Cajazeiras, na PB; PM prende suspeito

Geise foi encontrada sem vida pelos PMs. Foto: Ângela Lima / Divulgação: Diário do Sertão. 
A Polícia Militar foi acionada na noite desse sábado (8/01), para atender uma ocorrência de violência contra a mulher na rua Higino Tavares, centro de Cajazeiras, sertão da Paraíba. De acordo com a polícia, após ouvirem gritos de dentro de uma casa, moradores resolveram chamar à polícia, pois a jovem Geize Pinto de Souza clamava por socorro ao ser agredida pelo seu companheiro, um jovem de 26 anos. Quando a guarnição chegou ao local prevaleceu o silêncio e com a autorização de familiares, os policiais resolveram arrombar a janela da casa.

Os policiais adentraram a residência e se depararam com uma cena chocante. A jovem estava caída na sala de casa e o companheiro, sem esboçar nenhuma reação se entregou à PM. Segundo a polícia, o corpo da vítima apresentava diversas perfurações, mas não há como precisar que arma foi utilizada no crime. Além do sangue no chão, a polícia constatou que as paredes da residência estavam manchadas de sangue.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e chegando ao local atestou o óbito da jovem Geise Pinto de Sousa e atendeu o suspeito que também apresentava perfurações pelo corpo. Em seguida, o suspeito foi conduzido ao Hospital Regional de Cajazeiras para receber atendimento médico especializado. Após os procedimentos, o suspeito foi preso em flagrante delito pela guarnição da Polícia Militar e encaminhado a Central de Polícia de Cajazeiras para adoção das medidas cabíveis pela Polícia Civil.

Feminicídio - Geise Pinto de Sousa era vendedora, muito conhecida em Cajazeiras. Ela teve morte instantânea no local. De acordo com a PM, a guarnição isolou a área até a chegada dos peritos da Polícia Científica e o corpo foi encaminhado ao Instituto de Polícia Científica (IPC) de Cajazeiras para realização do exame cadavérico que poderá precisar detalhes do feminicídio e como o crime aconteceu. (*) Créditos: Diário do Sertão


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário