Justiça decreta prisão de envolvido em acidente que matou motoboy em João Pessoa

Carro foi abandonado pelo motorista, que fugiu sem prestar socorro. Foto: TV Tambaú / Reprodução. 
A Justiça decretou nesta segunda-feira (13), a prisão preventiva de um suspeito de envolvimento no atropelamento e morte do motoboy Kelton Marques, de 33 anos. A informação foi confirmada pelo delegado Rodolfo Santa Cruz, responsável pelo caso.

Segundo ele, buscas pelo suspeito foram iniciadas. "No que depender de mim, ele será enquadrado por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar", disse.

O motorista fugiu após o atropelamento sem prestar socorro ou auxílio do motoboy. Dentro do veículo, após a colisão, a polícia encontrou latas de cerveja e substâncias entorpecentes, além de documentos com a identificação de Ruan Ferreira de Oliveira, 28 anos.

Kelton foi sepultado neste domingo (12), no Cemitério Nossa Senhora da Boa Morte, no município de Bayeux, Região Metropolitana da capital paraibana, com presença de familiares e amigos.

Dolo eventual

A Justiça considera o crime como dolo eventual, quando o indivíduo assume o risco de cometer um crime que, embora não seja inicialmente desejado, é previsível por ele.

Câmera filma acidente

Um equipamento instalado dentro do carro envolvido no acidente flagrou o momento que o motorista dirigia acima de 150 km/h, velocidade superior da permitida na Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho, Retão de Manaíra. As imagens mostram que o veículo ultrapassa o sinal vermelho no cruzamento com a Rua Mirian Barreto Rabelo, às 4h35. Antes da batida, é possível identificar Kelton Marques, na motocicleta, com a mochila térmica que usava para realizar entregas. Esses foram os últimos instantes de vida do motoboy. (*) T5

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário