Pedro faz repasse do auxílio moradia para instituição na PB de mães de crianças com microcefalia

Foto: Divulgação / Agência Câmara. 
O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) fez o repasse do auxílio-moradia referente ao mês de agosto para a Associação Mãe de Anjos da Paraíba (Amap) formada por mães de crianças com microcefalia. Todos os meses ele faz a doação do valor (R$ 3.083,42) para um projeto ou entidade. A Associação foi criada após o aumento do numero de casos de crianças com microcefalia em decorrência da síndrome congênita do Zika vírus e a necessidade das mães de assegurar assistência para seus filhos.
 

“A realidade social do Brasil escancara a necessidade de se combater os privilégios da Máquina Pública. É muito injusto. O orçamento público deve chegar primeiro em quem mais precisa, e não em suas autoridades. Desde 2015, encampo várias lutas nessa direção para mudar essas insensíveis distorções - o exemplo mais recente é a PEC dos Penduricalhos. Enquanto isso não acontece, vamos fazendo nossa parte. Todo nosso reconhecimento aos que se envolvem na associação. Toda força e fé para que cada um continue a professar essas lições de amor”, destacou Pedro. 

O deputado já havia se reunido com as mães para tratar de pontos da Medida Provisória (MP) que assegura pensão especial por toda a vida para crianças acometidas da doença decorrente do Zika vírus. Durante o encontro, as mães solicitaram o apoio no aprimoramento da MP, que garante o benefício apenas a quem nasceu entre 2015 e 2018 e cuja família receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC), auxílio no valor de um salário-mínimo concedido a pessoas de baixa renda. 

A maioria das mães com filhos com microcefalia não atua no mercado de trabalho, para poder cuidar dos pequenos em período integral.  Muitas delas, não deixam os filhos em creches ou com cuidadoras com o receio de não saberem lidar com crianças especiais. Além da microcefalia, muitos possuem outras complicações na saúde. 

Para a presidente da Associação Mães de Anjos da Paraíba, Janine Santos, o repasse feito pelo deputado Pedro significa desprendimento, a favor de uma causa nobre. “Essas crianças necessitam do olhar do Poder Público, que tão pouco faz por elas. O gesto do deputado Pedro mostra que essa pessoa, eleita pelo povo, é um homem bom, de caráter e que tem cumprido seu papel e seu dever como deputado”, declarou. 

A presidente da Associação Mães de Anjos afirmou ainda que o valor chegou no tempo certo. “Iremos compor a cesta de fim de ano das crianças. Graças a Deus chegou em ótima hora”, finalizou. 

Microcefalia - Nos anos de 2015 e 2016 a Paraíba viveu um surto de casos de microcefalia causada pelo vírus da zika, hoje chamada de Síndrome Congênita do Zika Vírus. Em 2015, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram 97 casos confirmados de microcefalia e 96 em 2016. No entanto, em 2017 o número caiu 92%, com apenas sete casos confirmados. 

Associação de Mães de Anjos - A Associação foi criada através de um grupo no Whatsapp. São 100 mulheres que se uniram para lutar pelos direitos dos seus filhos e decidiram criar a entidade. Elas recebem um benefício para ajudar nas despesas. A maioria dessas mães não trabalha para cuidar dos filhos durante o período integral. (*) Ascom



Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário