Alagoinha: Justiça vê irregularidades e proíbe divulgação de pesquisa

Foto: Reprodução. 
O juiz da 9ª Zona Eleitoral, José Jackson Guimarães, determinou a suspensão da divulgação da pesquisa Sigma - Algebra para prefeita de Alagoinha, no brejo paraibano, e pediu esclarecimentos acerca de exigências da legislação que não foram cumpridas pela empresa que teria realizado a pesquisa.

O magistrado acatou representação apresentado pela coligação ‘Alagoinha Pode Mais’, quem tem como candidata, a ex-prefeita Alcione Beltrão (Cidadania). A alegação foi que a pesquisa registrada no dia 21 de outubro apresenta “vícios” como a ausência de informações sobre a origem dos recursos para seu custeio e detalhamento sobre os bairros e locais onde foram realizadas as entrevistas. 

De acordo com o juiz, as pesquisas eleitorais merecem cuidadosa disciplina por parte do legislador.

“Mostra-se temerária e possivelmente danosa a divulgação de pesquisa eleitoral sem que sejam prestados os devidos esclarecimentos pelo representado, haja vista constituir crime a divulgação de pesquisa fraudulenta”, diz a liminar.

A pesquisa já havia sido divulgada em alguns sites e blogs da região.

Veja a íntegra da decisão




Créditos: Alagoinha Em Foco
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário