Tiago revela que governador preferia aliança com Toscano na ALPB e em Guarabira: ‘Recebeu não como resposta’

Foto: Reprodução / LIve / Facebook. 
O vereador líder da bancada de situação na Câmara de Guarabira, Tiago do Mutirão (PSDB), revelou neste sábado (25) que o governador João Azevedo (Cidadania) antes de aceitar as propostas dos emedebistas Roberto e Raniery Paulino, preferia fazer aliança com a deputada tucana Camila Toscano na Assembleia Legislativa da Paraíba e, consequentemente, apoiar o projeto de reeleição do aliado dos Toscano, em Guarabira; o prefeito Marcus Diogo (PSDB), indicando o vice do seu partido na cidade, mas teria recebido, João, um ‘não’ da deputada como resposta.

“A deputada foi procurada, é tanto que antes mesmo de ser anunciada esses dias a adesão, a aliança feita MDB/Cidadania, mas antes mesmo, o próprio Roberto Paulino veio a dizer que Camila estaria se juntando ao governador, isso foi dito bem antes. E essas conjunturas, sim, todo dia havia convites para deputada poder participar do grupo do governador, mas nós seguimos entendendo que não poderíamos fazer parte de um grupo político que tem muito ainda a aparecer no governo do estado em relação a denúncias e denúncias de corrupção”, revelou Tiago, que se embasa nos governos de Ricardo e de João, os quais são alvos da Operação Calvário.

Outras informações dão conta que, antes de se unir com Paulino, o Cidadania de Guarabira teria enviado emissários e conversado com o prefeito Marcus Diogo sobre aliança nas próximas eleições. 

O governador aproveita as parcerias em relação as disputas da s sucessões municipais, já pensando no seu projeto de tentativa reeleição em 2022.

As declarações do vereador Tiago do Mutirão repercutiram durante entrevista concedida ao programa Conversa Franca, apresentado por Levi Ramos, na Rádio Constelação FM de Guarabira, quando o tema do momento era coerência e incoerência, devido à recente aliança do MDB de Paulino com o Cidadania, na ALPB e em Guarabira.

@RedaçãoPlugados

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário