Ex-governador Ricardo Coutinho é preso pela PF ao desembarcar em aeroporto de Natal

RC é apontado pelo MP como chefe de organização criminosa que teria desviado R$ 134 milhões na saúde e educação da Paraíba.

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Foto: G1. 
O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) foi preso no fim da noite desta quinta-feira (19) após desembarcar no Rio Grande do Norte, ao retornar de viagem à Europa. O político é um dos alvos da sétima fase da Operação Calvário, que investiga desvios de R$ 134,2 milhões na saúde e educação da Paraíba.

Por volta das 3h desta sexta-feira (20), o ex-governador chegou na sede da Polícia Federal da Paraíba. Ricardo Coutinho deve aguardar audiência de custódia para que seja decidido se ele continua preso. A defesa do ex-governador impetrou pedido de habeas corpus dele junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) na quinta-feira (19).

A Operação Calvário investiga organização criminosa suspeita de desvio de R$ 134,2 milhões de serviços de saúde e educação. Foram presas 13 pessoas no dia da operação, sendo nove na Paraíba, duas no Rio Grande do Norte, uma no Rio de Janeiro e uma no Paraná. Todos os 54 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

A investigação identificou fraudes em procedimentos licitatórios e em concurso público, além de corrupção e financiamento de campanhas de agentes políticos e superfaturamento em equipamentos, serviços e medicamentos.

Ricardo Coutinho foi apontado pelo Ministério Público como chefe da suposta organização criminosa. O ex-governador era integrante do núcleo político da organização, que ainda se dividia em núcleos econômico, administrativo, financeiro operacional.

*G1
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário