Prefeitura de Guarabira emite nota de esclarecimento sobre processo licitatório

"Diante das agressões verbais e gritos por parte de vários licitantes, foi necessário a Comissão requisitar apoio policial para poder dar andamento aos trabalhos." [...] Não corresponde à realidade as informações jogadas pela imprensa de que já há empresa vencedora com valor superfaturado, na tentativa irresponsável de ludibriar a população guarabirense sem ao menos terem apurados os fatos."  Diz trecho da nota.

A Prefeitura de Guarabira, por meio da Comissão Permanente de Licitação – CPL, após informações falsas terem sido jogadas para população acerca do Pregão Presencial nº 012/2019, cujo objeto é a compra de materiais gráficos para atender as necessidades da Administração Municipal, vem informar o que ocorreu na sessão do dia 11/02/2019 na sala da CPL, na sede da Prefeitura Municipal.

Desde o início da gestão do Prefeito Zenóbio Toscano, em 2013, que as licitações ocorrem com a maior lisura possível, tendo todos os seus procedimentos licitatórios sido aprovados pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, sendo as licitações, inclusive, transmitidas ao vivo pelo YouTube e Facebook, como forma de manter toda a transparência devida, tendo o próprio prefeito Zenóbio Toscano enviado Projeto de Lei à Câmara Municipal de Guarabira para que todas as Licitações em Guarabira sejam transmitidas nas redes sociais. A Lei 1.437/2017 dispõe sobre a transmissão ao vivo dos Pregões Presenciais na internet.

A Comissão de Licitação está sendo acusada de se negar a deixar empresas participarem da licitação. A acusação não corresponde com a realidade, tendo em vista que o Pregoeiro apenas cumpriu o que está em Edital, conforme o subitem 11.1: “Para o recebimento dos envelopes e início dos trabalhos não será observada tolerância após o horário fixado. Encerrado o prazo para recebimento dos envelopes, nenhum outro será aceito”;  Várias empresas, tendo entrado após o horário fixado na sala onde estava ocorrendo a licitação, foram avisados pelo pregoeiro que não poderiam participar do Pregão em questão, consequentemente quiseram tumultuar, chegando até desacatar o Pregoeiro e demais servidores presentes na sala, sendo o ato registrado pelas câmeras de segurança, de transmissão via internet e fotos. Diante das agressões verbais e gritos por parte de vários licitantes, foi necessário a Comissão requisitar apoio policial para poder dar andamento aos trabalhos.

O pregoeiro, registrou tudo em ata, bem como a suspensão da licitação, estando os envelopes de Proposta de preços e Habilitação recebidos, lacrados e em poder da Comissão até que seja retomada a licitação.

Vale salientar que todos os processos licitatórios são abertos ao público, estando a Comissão de Licitação sempre disponível para prestar as informações devidas.

Portanto, não corresponde à realidade as informações jogadas pela imprensa de que já há empresa vencedora com valor superfaturado, na tentativa irresponsável de ludibriar a população guarabirense sem ao menos terem apurados os fatos.

Esta comissão com a maior certeza de transparência e clareza em seus atos vem apenas expor a verdade e reforçar todo o empenho, dedicação pelo trabalho sério e respeito pelo dinheiro do contribuinte.

Guarabira, 13 de Fevereiro de 2019

Anderson Luis Pereira do Nascimento
Coordenador Geral de Licitações
Pregoeiro

PMG




Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário