Homem é preso suspeito de matar companheira e simular afogamento em praia de João Pessoa

Caso aconteceu em agosto deste ano e pode estar ligado à seguro de vida de cerca de R$ 400 mil, diz delegado. 

O companheiro da mulher encontrada morta em agosto, na praia do Bessa, em João Pessoa, foi preso na tarde desta segunda-feira (17), segundo a Delegacia de Homicídios da capital paraibana. Natália Donato de Lima tinha 28 anos e estava grávida, quando teria se afogado.

De acordo com o delegado Reinaldo Nóbrega, uma das suspeitas é de que o caso esteja ligado a um seguro de vida de cerca de R$ 400 mil, uma vez que, aproximadamente duas horas após o corpo da vítima ter sido encontrado, o companheiro dela já havia ligado para a seguradora.

Ainda conforme o delegado, exames concluíram que Natália sofreu uma pancada na cabeça antes de morrer. O corpo dela foi exumado no dia 27 de agosto, para, conforme informado à época pelo delegado, esclarecer dúvidas sobre a causa da morte.

O mandado de prisão preventiva para o marido da vítima foi expedido no sábado (15), pelo Tribunal de Justiça da Paraíba. Ele foi preso em casa e encaminhado para a Central de Polícia.

Entenda o caso
O corpo de Natália Donato de Lima foi encontrado no dia 6 de agosto, no mar da praia do Bessa, em João Pessoa. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma equipe foi acionada por volta das 3h, após ela se afogar e desaparecer na praia de Manaíra.

À época, o companheiro dela contou à polícia que a correnteza do mar estava muito forte e que ainda tentou tirá-la da água, mas não conseguiu. O corpo foi encontrado a cerca de dois quilômetros do local onde ela havia desaparecido.

Natália Donato de Lima tinha 28 anos e tinha saído do Rio de Janeiro, com a família, para morar em João Pessoa há quatro meses.

(Fotos: Créditos / Walter Paparazzo)

G1 PB
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário