Deputado tucano defende revitalização da malha ferroviária da PB para movimentar economia

O deputado estadual e candidato à reeleição, Tovar Correia Lima (PSDB), defende a revitalização da malha ferroviária paraibana como forma de garantir mais desenvolvimento ao Estado. Para o parlamentar, a solução para muitos dos problemas enfrentados hoje na Paraíba poderiam ser resolvidos com a recuperação da via férrea fazendo uma ligação com a Transnordestina.

“Se tivéssemos um sistema ferroviário ainda em atividade não teríamos sofrido tanto com a paralização dos caminhoneiros. Teríamos o escoamento de alimentos e até mesmo de combustível até o interior do Estado. Nós temos uma malha ferroviária grande. Antigamente se conseguia transportar milho, açúcar e álcool. Temos uma grande indústria de cimento, que também poderia fazer uso dessas ferrovias. Mas ano a ano os investimentos foram paralisados e os investimentos foram sendo aplicados em rodovias”, destacou Tovar.

Segundo o deputado, no ranking que mede a qualidade das rodovias, o Brasil aparece na 93ª posição. “É uma colocação muito baixa. Os governos precisam investir nas ferrovias como forma de baratear os custos dos transportes e garantir o desenvolvimento do Brasil. Hoje infelizmente temos uma malha ferroviária sucateada e que não serve para nada”, afirmou.

Tovar lembrou ainda que o último trem de transporte de cargas que cruzou a Paraíba, levando nos seus vagões ferro do estado de Pernambuco para o Ceará, fez a viagem há sete anos.

Turismo – O deputado também defende que seja garantido um trecho de malha ferroviária entre os municípios de Campina Grande e Ingá. De acordo com Tovar, isso garantiria uma expansão do turismo local por meio de atrações em Galante com seu artesanato e com as atrações das festas juninas e Ingá com a Itacoatiara do Ingá, monumento arqueológico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, por ser considerado como um dos mais importantes de seu gênero no Brasil.

“Sem falar em Campina Grande que tem um grande potencial turístico. Por isso, defendo também essa extensão da malha ferroviária entre Campina e Ingá. Isso alavancaria ainda mais o turismo nessa região, gerando mais trabalho e renda para milhares de paraibanos”, disse Tovar.


Assessoria 
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário