Campinense bate o Itabaiana nos pênaltis e se classifica às oitavas da Série D

Campinense está nas oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, no Amigão, em Campina Grande, o time paraibano viu o Itabaiana ser melhor ao longo dos 90 minutos e devolver o 1 a 0 do jogo de ida, na semana passada. Com tudo igual no somatório das duas partidas, a decisão da vaga foi para os pênaltis. E, após sete cobranças para cada lado, o destaque foi o goleiro Jeferson, da Raposa, que fez duas defesas e garantiu a classificação do Rubro-Negro para enfrentar o Brasiliense no próximo mata-mata da competição nacional. Já o Tremendão de Sergipe deu adeus ao sonho do acesso à Série C.

Mesmo fora de casa - e depois de perder por 1 a 0 em casa, no jogo de ida - o Itabaiana queria mostrar que estava vivo na briga. E deu seu cartão de visitas logo aos 3 minutos, quando Diego Torres acertou a trave do goleiro Jeferson, em cobrança de falta. O Campinense até respondeu 3 minutos mais tarde: Thiago Potiguar driblou o goleiro Andrade e cruzou para Rodrigo Silva, que bateu de primeira; a bola ia entrar, mas Carlos Henrique salvou de cima da linha. Mas a Raposa estava mal. E ficou pior quando Rodrigo Silva saiu machucado. Muller Fernandes entrou e... Aos 29 minutos, o Tremendão abriu o placar: Juninho cobrou falta, levantando na área, Macaíba raspou de cabeça, a bola bateu na trave e, na volta, Ramon completou para as redes. A Raposa sentiu o baque. Muller Fernandes assustou em uma finalização, mas... Ao fim do primeiro tempo, perdendo, o time saiu de campo muito vaiado. Muller era o principal alvo.

Na volta do intervalo, o Campinense já tinha Marcelinho no lugar de Beto. Precisava ir para cima. E foi. Mas de forma desorganizada. O próprio Marcelinho até forçou o goleiro Andrade a fazer excelente defesa aos 13 minutos. E tentava pressionar. Os dois técnico foram mexendo em seus times. Inclusive, Muller Fernandes, bastante contestado pela torcida, saiu para a entrada de Denilson. E a Raposa ia para cima. E o Itabaiana investia nos contra-ataques. Nada de muito perigoso acontecia nos ataques dos dois times, até que, aos 47, Thiago Potiguar ainda finalizou à queima-roupa, mas em cima de Andrade, que fez mais uma defesa, garantindo a vitória do Tremendão e a consequente ida da decisão da vaga para os pênaltis.

Muita tensão nos pênaltis. Na primeira sequência, Thiago Potiguar converteu para o Campinense e Salatiel empatou para o Itabaiana: 1 a 1. Mas, na segunda... Alex Murici mandou na trave e Eduardo balançou as redes, colocando o Tremendão à frente no placar: 2 a 1. Aí Marcinho marcou para o time paraibano e Ramon marcou para os sergipanos: 3 a 2. Na quarta sequência, Denilson estufou a rede para os donos da casa e, na cobrança de Cesinha, Jeferson foi buscar, fazendo a torcida rubro-negra explodir e mantendo a disputa empatada em 3 a 3. Aí, na quinta cobrança para cada lado, Felipe Macena convertou para o Campinense e Paulinho Macaíba para o itabaiana: 4 a 4. Seriam necessárias as cobranças alternadas. Marcelinho abriu para a Raposa e fez 5 a 4. Hugo deixou tudo igual: 5 a 5. Até que, na sétima cobrança, Zeca balançou as redes para os donos da casa. E a torcida pegou no pé de Juninho, que faria cobrança pata o Itabaiana. "Uh, vai perder", giratavam os torcedores. Deu certo. O lateral do Tremendão parou no goleiro Jeferson, que classificou o Campinense e saiu de campo como herói do time.

Nas oitavas de final, o Campinense vai enfrentar o Brasiliense, que eliminou o Sergipe na fase anterior. Jogando em casa, time do Distrito Federal venceu os sergipanos por 2 a 1 e, fora, empatou por 1 a 1. Do confronto entre paraibanos e brasilienses, a Raposa tem o direito de fazer o jogo da volta em casa por ter a melhor campanha geral. A princípio, as duas partidas estão marcadas para os dois próximos domingos, primeiro em Brasília, depois em Campina Grande.

GloboEsporte.com
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário