Associação dos Caminhoneiros aceita acordo com governo, mas diz que fim da greve não é unanimidade

Mesmo tendo aceitado as propostas do governo para pôr fim à greve, que durou mais de uma semana, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros...

Mesmo tendo aceitado as propostas do governo para pôr fim à greve, que durou mais de uma semana, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) alertou, por meio de nota, que ainda não houve tempo hábil para que todos os caminhoneiros fossem informados da decisão. E que o fim da paralisação não é uma unanimidade. Segundo a nota,  apesar de se posicionar pelo fim das paralisações, nem todos os manifestantes seguem o mesmo entendimento. 

O acordo feito entre o governo e a categoria, prevê a redução de R$ 0,46 no preço do litro do óleo diesel;  Congelamento dos preços do diesel por 60 dias e reajustes mensais após esse período;  Extinção da cobrança de pedágio por eixo suspenso em rodovias federais, estaduais e municipais; Tabela mínima de frete; e determinação para que 30% dos fretes da Conab sejam feitos por caminhoneiros autônomos.

A Abcam informou que está trabalhando para que a informação do acordo chegue a toda a categoria e disse acreditar que até o final do dia a quantidade de caminhões parados, em protesto, reduza de forma significativa.

Agência Brasil


LEIA TAMBÉM

POLITICA 8816576412396095155

Postar um comentário

emo-but-icon

PLUGADOS TV

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item