Header Ads


Botafogo vence o Flamengo por 1 a 0, e está na final do Estadual

No gramado do Maracanã, o Botafogo provou mais uma vez que dinheiro não compra felicidade ao eliminar o milionário Flamengo e chegar à final do Estadual. Com uma vitória por 1 a 0, convincente mesmo sem ser elástica, o time de Alberto Valentim não tomou conhecimento da vantagem do rival, impôs-se desde o primeiro tempo e anulou as peças ofensivas de Carpegianni, que lançou um time com cara de arisco, mas que acabou desorganizado. agora, aguarda o resultado de Fluminense e Vasco para saber quem enfrenta na decisão. O primeiro jogo, domingo, será no Nilton Santos.

— Fomos muito dedicados, com e sem a bola no pé. É pra calar muita gente. Falam muita bobagem. O campeonato começou hoje. A desvantagem foi revertida. Fomos superiores. Futebol se resolve dentro de campo — desabafou o volante Lindoso.

Apontado como favorito por conta do elenco mais caro e supostamente mais qualificado, o Flamengo protagoniza seu primeiro vexame de 2018. A pressão por desempenho, que já era grande, agora vai cobrar resultados imediatos em outros torneios, como a Libertadores, que volta dia 14 de abril, contra o Santa Fé. Entre os jogadores, o discurso foi de não aceitar o resultado como normal e dar a resposta nas outras competições .

— Tivemos várias chances, eles bloquearam, tem que sentir a derrota, não pode estar contente, cômodo, tem que lutar com humildade. Vamos ver se a gente muda para fazer um bom ano — afirmou Diego Alves.

Ontem, no duelo entre os técnicos, as mudanças de Valentim deram mais certo que as de Carpegiani. Com Renatinho como novidade, o Botafogo fluiu bem pelo meio e pelas laterais, sem perder a força de marcação nas pontas. Em ótima jogada nas costas de Everton, improvisado, Lindoso achou Marcinho, que tocou na medida para Luis Fernando marcar bonito gol. Na comemoração, tampou o nariz com os dedos, mas desconversou sobre a possibilidade de provocação com os rivais por conta do “cheirinho” de título do ano retrasado.

No segundo tempo, Arão e Jonas foram deram lugar a Cuéllar e Geuvânio. O Flamengo melhorou, Dourado acertou a trave, mas parou no paredão alvinegro.


ExtraOnline

Nenhum comentário