Zenóbio figura entre gestores com gastos dentro do limite legal com servidores na PB; vinte fazem ‘farra’ das contratações, diz TCE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) da Paraíba divulgou um levantamento para lá de preocupante. Os dados mostram a farra das contratações de apadrinhados nas prefeituras paraibanas. Os números, tendo como base nos balancetes repassados pelos próprios gestores, mostra gasto superior ao legal em pelo menos 20 dos 223 municípios paraibanos. A legislação proíbe gasto superior a 60% do que se arrecada com o pagamento da folha de pessoal.


Na lista dos 149 prefeitos que melhor aplicam o dinheiro público com o pagamento de pessoal está o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), do município de Guarabira, no Agreste, onde a atitude do gestor guarabirense vem reforçar ainda mais seu compromisso com o dinheiro público e manter a administração pública dentro dos índices da Lei de Responsabilidade Fiscal. Sendo, abaixo do Limite Prudencial (Abaixo de 57%) Guarabira - 51,46%.


Segundo o TCE, o município de São José do Bonfim, no Sertão, gasta apenas 30,8% da receita corrente líquida; enquanto que Areia, no Brejo é o que mais ultrapassa o limite com 65,89%. 

O levantamento do Tribunal de Contas tem como base os dois primeiros quadrimestres de 2017. Ou seja, os dados repassados de janeiro a agosto. Todos já foram auditados. Os municípios irregulares foram notificados a partir do fechamento do primeiro quadrimestre.

Clique AQUI e confira a relação completa com os índices dos 223 municípios paraibanos.

Da redação
Com Jornal da Paraíba/Suetoni Souto Maior/Jeremias Cavalcanti

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário