Fórum de Entidades emite nota de repúdio contra veto de Ricardo Coutinho a projeto que prioriza autistas na PB

Ainda continua dando o que falar, o veto do governador Ricardo Coutinho (PSB) ao projeto de lei do deputado Bruno Cunha Lima (PSDB), que determina a inclusão do símbolo mundial do autismo nas placas que sinalizam atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados na Paraíba. A reação rendeu, desta vez, uma nota de repúdio de parte do Fórum de Entidades, que representam os autistas até em nível nacional, a tocante atitude tomada por RC. “(...) apelamos para que o governador Ricardo Coutinho nos receba em audiência e considere rever o veto dado ao projeto. Porém, se mesmo assim decidir mantê-lo, iniciaremos uma luta para pedir aos deputados estaduais paraibanos que derrubem o veto do Executivo”, diz trecho da nota; confira-a na íntegra

NOTA

As entidades abaixo representadas vêm a público repudiar o veto do governador Ricardo Coutinho ao projeto de lei 1.350/2017, de autoria do deputado estadual Bruno Cunha Lima, que determina a inclusão do símbolo mundial do autismo nas placas que sinalizam atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados na Paraíba. 

As pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) já sofrem inúmeras dificuldades no seu dia a dia. A falta de assistência adequada para atender as suas necessidades – de saúde, educacional e social – só se agrava quando encontramos empecilhos como este, que impede que uma atitude simples traga benefícios valiosos aos portadores e seus familiares.

A atitude de não reconhecer a necessidade de inclusão do símbolo mundial do autismo como forma de garantir a plena execução de um direito já garantido na legislação federal é reflexo do desconhecimento da sociedade e de alguns de seus representantes públicos a respeito das dificuldades vivenciadas e das necessidades desse grupo (cada vez maior) de pessoas e de seus familiares e responsáveis. Diferentemente do que acontece com outras síndromes e deficiências, o autismo não traz consigo nenhuma alteração morfológica que identifique o autista como tal, o que faz com que nossos direitos, além de não respeitados, não sejam conhecidos pela grande maioria das pessoas, que muitas vezes não sabem o que significa e qual o impacto do autismo na vida das famílias. 

Por isso, apelamos par que o governador Ricardo Coutinho nos receba em audiência e considere rever o veto dado ao projeto. Porém, se mesmo assim decidir mantê-lo, iniciaremos uma luta para pedir aos deputados estaduais paraibanos que derrubem o veto do Executivo.   

Contamos com a sensibilidade, bom senso e respeito aos autistas e seus familiares.

• AMA - Associação de Amigos do Autista de Campina Grande
• ACPA - Associação Campinense de Pais de Autistas
• IVAP - Instituto Vida Autismo da Paraíba
• AMPARA - Associação de Mães e Pais de Autistas
• MOAB - Movimento Orgulho Autista Brasil



Da redação
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário