Em placar apertado, Grêmio perde para o Real Madrid, e time espanhol se torna hexacampeão mundial

Neste sábado, jogando no Estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, a equipe gaúcha não foi párea para o poder ofensivo do Real Madrid e acabou derrotada por 1 a 0 na final do Mundial de Clubes. O único gol do jogo foi marcado por Cristiano Ronaldo, cobrando falta.

Com esse tento, o craque português agora se iguala a ninguém menos que Pelé, com sete bolas na rede em disputas do torneio intercontinental. Além disso, o camisa 7 segue perfeito nos Mundiais em que participou, chegando a oito vitórias nas oito partidas que disputou.

O gol, marcado aos sete minutos do segundo tempo, em batida de tiro livre entre a barreira gremista e que caiu no canto do goleiro Marcelo Grohe, saiu em meio à discussão que voltou à tona sobre quem foi/é melhor: Cristiano ou Renato Gaúcho.

 Na véspera da decisão, o treinador tricolor voltou a afirmar que ele jogou mais do que o português, enquanto que os jornais e veículos de comunicação espanhóis - principalmente madrilenos - enlouqueceram com sua declaração e o chamaram de "egocêntrico".

Seja como for, o recém-congratulado com sua quinta Bola de Ouro na carreira deu ao Real seu sexto título mundial. Foi campeão também em 1960, 1998, 2002, 2014 e 2016. Ademais, os blancos fizeram com que a hegemonia europeia seja ampliada quando se trata deste mesmo certame.

No 57º título do Mundial unificado na história, o Velho Continente chegou à sua 31ª taça, contra 26 das equipes sul-americanas - a última vez em que algum clube da América do Sul conquistou o torneio foi em 2012, quando o Corinthians bateu o Chelsea, no Japão.

Não bastasse isso, agora os espanhóis empataram com os brasileiros em conquistas intercontinentais: 10 a 10.

Após a perda do título mundial, o Grêmio agora vai para suas merecidas férias e volta a campo oficialmente apenas no dia 17 de janeiro, contra o São Luiz, fora de casa, pelo Campeonato Gaúcho.

Já o Real volta a se concentrar na disputa do Campeonato Espanhol. No sábado, dia 23, enfrentará o Barcelona, no Superclássico, às 10h (de Brasília)

Espn
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário