Câmara decide pelo arquivamento de segunda denúncia contra o presidente Michel Temer

Com resultado esperado, foi aprovado, em votação no plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (25), o relatório que recomenda o...

Com resultado esperado, foi aprovado, em votação no plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (25), o relatório que recomenda o arquivamento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, que também tem como alvos os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). O “sim” teve os votos necessários para a aprovação antes mesmo da votação apagar.

A abertura do painel de votação, pouco depois das 19h, ocorreu após mais de sete horas de espera pelo quórum de 342 parlamentares no plenário, que era o mínimo necessário para o início da votação da denúncia contra Temer.

O placar final ficou em 251 votos a favor da rejeição da denúncia, enquanto 233 votaram contra o arquivamento. Houveram ainda duas abstenções, além de 25 ausências.

Primeiro votaram os deputados que alegaram problemas de saúde e que, por isso, puderam votar fora da ordem e antes dos demais parlamentares. Paulo Maluf (PP-SP) foi o primeiro deputado a votar, escolhendo pelo "sim".  A denúncia contra Michel Temer  apresentada pelo hoje ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot imputa ao presidente a prática de crime de organização criminosa (ao lado dos dois ministros) e de obstrução à Justiça.

A votação ocorreu de forma aberta, com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), chamando nominalmente cada parlamentar para proclamar seu voto no microfone do plenário – assim como foi feito na votação do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef e da primeira denúncia contra Temer. A chamada dos deputados foi feita por ordem alfabética, alternando os representantes dos estados do Norte e do Sul do País.

Eram necessários os mesmos 342 votos para aprovar o prosseguimento do processo contra Temer e seus ministros para o Supremo Tribunal Federal (STF). Como isso não ocorreu, a denúncia ficará suspensa e o presidente só poderá ser processado após deixar o mandato.


Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-10-25/aprovacao-denuncia-contra-michel-temer.html

LEIA TAMBÉM

POLITICA 931719259035274212

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item