Maranhão desmente Lira e afirma que nunca falou que desejaria ser candidato a governador em 2018

O clima segue pesado no PMDB, com o acirramento do debate interno. De um lado, o senador Zé Maranhão e o vice-prefeito Manuel Júnior, que defendem afastamento do governador Ricardo Coutinho e manutenção da aliança com o prefeito Luciano Cartaxo e o PSDB do senador Cássio Cunha Lima. De outro, o senador Raimundo Lira e o deputado Veneziano, que aderiram ao governador.

O último embate ocorreu após Raimundo Lira afirmar para a Imprensa ter ouvido do próprio Maranhão que deseja ser candidato a governador em 2018. A resposta de Maranhão veio de imediato, afirmando que nunca afirmou que seria candidato a governador: “Um político não pode se anunciar candidato apenas por pretensão. Isso não ocorreu. Mas, claro que jamais fugirei a uma convocação dos aliados.”

O desmentido causa mais fissuras na relação já desgastada entre os dois senadores. Pelo que se comenta dentro do partido, Raimundo Lira estaria com um pé no PSB do governador, tanto quanto o deputado Veneziano. “A espera apenas de um pretexto”, afirmou um dirigente partidário ao Blog.

Na próxima segunda-feira (dia 20) o partido terá a chance de repassar todos os atuais desentendimentos. O senador Maranhão convocou uma reunião da Executiva Estadual, para anunciar novas filiações ao partido, o calendário de reuniões até 2018 e, muito provavelmente, a política de alianças projetada para as eleições do próximo ano. Essas divergências internas certamente irão aflorar durante o encontro.

(Blog do Helder Moura)

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário