Header Ads


ARAÇAGI: “Neste momento não tenho como pagar”, diz Murílio sobre corte de transporte universitário

Dívida com o INSS seria a causa da paralisação do serviço. 


O prefeito de Araçagi, Murilio Nunes passou pelo seu primeiro ‘perrengue’ popular em sua gestão, quando os estudantes universitários araçgienses, no sábado, 4, fecharam a rodovia PB 057 na saída da cidade, sentido Guarabira, após saberem do corte do serviço de transporte universitário. Em diálogo com a categoria o prefeito explicou que não tem como pagar o referido serviço devido a uma dívida deixada pela gestão passada junto ao INSS, onde as parcelas estão sendo sequestradas, mensalmente, dos recursos do FPM – Fundo de Participação do Municípios.

- Como gestor defendo o direito dos estudantes de se manifestarem, mas neste momento, não tenho como pagar o transporte universitário por conta do parcelamento do débito com INSS, deixado pela administração passada, culminando em cotas zeradas do FPM. Entrei com uma representação junto a justiça federal solicitando a revisão do parcelamento, mas ainda não obtive resposta, infelizmente temos que aguardar - explicou Murílio.

Os acadêmicos, em sinal de protesto, tinham feito uma barricada na rodovia, ateando fogo em pneus, deixando o trecho intransitável em plena movimentação de sábado, onde tradicionalmente acontecem feiras livres em municípios da região.

Trecho da rodovia PB 057 totalmente intransitável, no último sábado, em sinal de protesto pelos estudantes universitários de Araçagi (Foto: Portal Araçagi). 

Nenhum comentário