Brasil deve ter leve recuperação nos salários em 2017, destaca deputado tucano

O Brasil deve sentir uma leve recuperação nos salários em 2017, segundo pesquisa da consultoria de gestão de negócios Korn Ferry Hay Group. A previsão é de que haja um aumento real em 0,4%. O resultado é melhor que o índice registrado em 2016, quando houve uma redução de 1% nos salários reais. Para o deputado federal Pedro Vilela, do PSDB de Alagoas, o crescimento ainda é tímido, mas é um indício de que o país está estancando a sangria sofrida nos últimos anos.

“O Brasil atravessou um período tenebroso de recessão econômica, de perda do poder de consumo das famílias, dos salários, o crescimento do desemprego. Mas agora o que me parece é que retoma o seu rumo. Com ajustes e outra forma de condição da economia, felizmente os indicadores começam a reverter. A gente vê isso aí no poder dos salários, mas também na redução da inflação, da taxa de juros, no indicativo de que a economia voltará a crescer no ano que vem. Tudo indica que estamos no caminho certo”, disse o tucano.

Deputado Pedro Vilela (PSDB-AL). 
(Foto: Reprodução / PSDB Nacional). 
Com a previsão de menos inflação e queda maior dos juros em 2017, o deputado espera um aumento no poder de compra do consumidor e maior valorização do salário mínimo. Neste ano, o valor foi reajustado para R$ 937.

“É claro que quanto mais a gente puder aumentar o salário mínimo de forma consistente e responsável, melhor. E isso só será possível com a retomada do crescimento econômico, a partir do momento que as empresas voltarem a investir, contratar”, afirmou o parlamentar.
De acordo com a pesquisa, a média global de ganho real nos salários será de mais de 2%, com crescimento mais expressivo no continente asiático, de até 4%. (Assessoria / PSDB Nacional)

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário