"Eu gosto de ser mau”, disse paraibano autor de chacina na Espanha

Patrick detido na sede da Guarda Civil na Espanha. 
(Foto: Reprodução / G1). 
Áudios gravados por uma das vítimas antes da chacina que matou uma família inteira de brasileiros da Paraíba em Pioz, na Espanha, relatam que o autor dos crimes havia dado a entender que apesar da "carinha de bom", gostava de "ser mau".

As gravações foram feitas por Marcos Campos, tio e uma das vítimas do autor da chacina, o também paraibano Patrick Gouveia. Marcos, a esposa Janaína Américo, e os dois filhos do casal, de 4 e 1 anos, foram mortos e tiveram os corpos esquartejados.

“Eu tenho uma carinha de bom, mas eu não sou uma pessoa boa, não, eu sou uma pessoa má. Eu gosto de ser mau”, diz um dos trechos da gravações, que relatam também ter sido o comportamento estranho de Patrick que levaram a família a se mudar de Torrejón para Pioz,nos arredores de Madri.

“Eu te digo hoje, de todo o coração, hoje eu recebo Patrick, e atendo Patrick, e escuto Patrick por Soraia e François [pais do suspeito]. Porque Patrick me decepcionou muito. O Patrick que a gente conheceu, que a gente conheceu aí no Brasil, não tem nada a ver”, disse Marcos, em uma das gravações. (Com Noticia Ao Minuto)

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário