Espetáculo de dança encerra, dia 3, circulação nacional em João Pessoa

O projeto de circulação nacional PEBA estará em única apresentação no dia 03 de dezembro, no espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João ...

O projeto de circulação nacional PEBA estará em única apresentação no dia 03 de dezembro, no espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa (PB). Contemplado pelo Prêmio Klauss Vianna 2015 – FUNARTE, a obra já passou por Belém (PA), Santo Amaro (BA), Maragogipe (BA), Cachoeira (BA), Natal (RN), Rio de Janeiro (RJ) e encerra a turnê 2016 na capital paraibana, dentro da programação da Interatos - Mostra e Formação Permanente de Circo, Dança e Teatro, uma realização da Fundação Espaço Cultural – FUNESC.

Criado no trânsito entre Recife, Salvador e Rio de Janeiro, PEBA brinca com o encontro das siglas de Pernambuco e Bahia (PE-BA), trazendo uma proposta entre dança, performance e arquitetura sonora. 

Assinada por Iara Sales e Sérgio Andrade, a dramaturgia insinua uma transitoriedade entre os estados, seus folguedos, suas ruas e festas, além de remeter a baixo, nanico; e ainda, na gíria popular, exercer uma função adjetiva chula para aquilo que é precário e de baixa qualidade.

A partir deste contexto, PEBA propõe uma “fuleiragem boa” através da arte da dança e de elementos que compõem o espetáculo como gambiarras, reaproveitamento de caixas de som e outros objetos rearranjáveis em cena. O espetáculo pensa a dança como um espaço de discussão, mobilizando provocações críticas sobre as noções de fronteira, de identificação cultural, de cultura popular e de cultura de massa, de espaço individual e de espaço coletivo. 

A trilha sonora original do projeto é assinada por Tonlin Cheng e é executada pelo princípio “live P.A” (Performance Artist), que utiliza música, improvisação e composição ao vivo. Em PEBA, as músicas são compostas por experimentações eletroacústicas, batidas, samplers e citações incidentais de charangas, tecnobregas, sambas, axé, MPB, dentre outras que colaboram com o humor badernista, festivo e lírico do espetáculo.

A sessão em João Pessoa marca o encerramento da turnê e uma pausa na performance, que desde 2013 já foi apresentadamais de 40 vezes, em diversas cidades do país, tendo como palco teatros, ocupações, centros de cultura e até quintais. Após esta exibição, os elaboradores de PEBA se dedicarão a novos projetos.

OFICINA – PARA SE FAZER JUNTO
Em João Pessoa, ainda haverá a oficina “Para se fazer junto” nos dias 03 e 04 de dezembro. O curso irá propor experimentações, provocações e estratégias para o desenvolvimento de práticas coletivas a estudantes, artistas, professores e pesquisadores interessados em estudos de dança e de performance. A oficina terá carga horária de 07 horas e a faixa etária é de 16 anos.


O Espetáculo
O espetáculo PEBA iniciou como projeto de pesquisa artística que se desdobrou em espetáculo, catálogo (livro-objeto), seminários, oficinas, temporada itinerante – 2015 (pela região metropolitana do Recife) e circulação nacional. Foi contemplado por editais regionais de Pesquisa em Dança – FUNDARPE/FUNCULTURA (2012) e de Manutenção de Temporada – FUNDARPE/FUNCULTURA (2014), pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2015, na categoria circulação nacional de espetáculos e realizou passagens por diversos festivais, tais como: Festival Panorama 2016  -LabUni (Rio de Janeiro/RJ); Festival Palco Gira Dança 2016 (Natal/RN); Festival Mix Dança Transcendente 2016 - SESC Palladium/MG (Belo Horizonte/MG); Vivadança Festival Internacional – 9ª edição 2015 (Salvador/BA); 21º Festival Janeiro de Grandes espetáculos 2015 (Recife/PE) – vencedor do prêmio APACEPE de teatro e dança 2015, na categoria “melhor cenografia” e Prêmio especial – “pelo caráter performático da obra”, além de ter sido indicado a melhor espetáculo, melhor trilha sonora, melhor bailarina e melhor iluminação; 11º Mostra Brasileira de Dança 2014 (Recife/PE); Mostra ZinLOV 4 – processos e afetos artísticos zezas 2014 (Salvador/BA); Encontro Trocadilho 2014 (Recife/PE); 20º Festival Janeiro de Grandes espetáculos 2014 (Recife/PE); Festival Internacional CenaCumplicidade 2013 (Olinda/PE). De julho a outubro de 2015, PEBA realizou uma temporada itinerante de 12 apresentações em cinco diferentes espaços culturais, galerias e ONGs da região metropolitana de Recife, com o incentivo do FUNCULTURA 2013/2014 – FUNDARPE (PE), na categoria Manutenção de temporada.

SERVIÇO: 
OFICINA PARA SE FAZER JUNTO
Quando? 3 e 4 de dezembro
Onde? Espaço Cultural José Lins do Rêgo (Rua Abdias Gomes de Almeida, 800 –Bairro Tambauzinho).
Hora? 3/12 – das 9h às 13h
           4/12 – das 10h às 13h
Carga horária: 07h
Idade mínima: 16 anos.

ESPETÁCULO PEBA
Quando? 3 de dezembro.
Onde? Espaço Cultural José Lins do Rêgo (Rua Abdias Gomes de Almeida, 800 –Bairro Tambauzinho).
Hora? 20h

FICHA TÉCNICA
Concepção e performance: Iara Sales
Trilha sonora original, arquitetura e performance: Tonlin Cheng
Direção Artística: Sérgio Andrade
Dramaturgia: Iara Sales e Sérgio Andrade
Assessoria Artística e Preparação corporal: Gabriela Santana
Gambiarras, instalações e objetos cênicos: Tonlin Cheng
Figurino: Iara Sales e Maria Agrelli
Citações musicais incidentais: Lavagem de São Bartolomeu, da Orquestra Popular de Maragogipe; Acabou Chorare, de Luiz Galvão e Moraes Moreira (Novos Baianos); Pernambuco é Brasil, de Moraes Moreira.

PEBA – Circulação Nacional / Prêmio Klauss Vianna
Direção de Produção: Iara Sales
Direção Artística: Sérgio Andrade
Direção Técnica: Tonlin Cheng
Designer gráfico: Iara Sales e Tonlin Cheng
Vídeos de divulgação: Tonlin Cheng (captação de imagem e edição) e Leandro Oliván (captação de imagem)
Assessoria de Comunicação: Lissa de Alexandria e Thamires Veloso
Produção Local:
Belém (PA) – Adhara Belo
Santo Amaro, Maragogipe e Cachoeira (BA) – DA GENTE Produções (Luiz Antônio Sema Jr, Bergson Nunes e Diego Moreno)
Rio de Janeiro (RJ) – Mariana Bittencourt

Parceiros de Programação: Festival Palco GiraDança (Natal/RN); Festival CenaCumplicidades (Recife/PE e Natal/ RN); Interatos - Mostra e Formação Permanente de Circo, Dança e Teatro da Fundação Espaço Cultural da Paraíba – FUNESC (João Pessoa/PB) e Festival Panorama 2016 (Rio de Janeiro/RJ).

Apoio Institucional: Escola de Teatro e Dança da UFPA , Departamento de Arte Corporal da UFRJ, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas – CECULT/UFRB." 

(Ascom / Thamires Veloso)

LEIA TAMBÉM

CULTURA 7677322764585477556

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item