Governo Ricardo dá calote de R$ 2,5 milhões nos repasses do Samu, UPAs e Farmácia Básica, denuncia secretário

Adalberto Fulgêncio (Foto: Reprodução / BHM). 
As relações entre a Prefeitura de João Pessoa e o Governo do Estado, que se tornaram hostis, desde o rompimento político do governador Ricardo Coutinho com o prefeito Luciano Cartaxo, só deteriorou nos últimos tempos, à medida que avançou o processo eleitoral.  E só tende a piorar, inclusive com a mais recente denúncia do secretário Adalberto Fulgêncio (Saúde).

Segundo Fulgêncio, o Governo Ricardo Coutinho vem dando um calote de R$ 2,5 milhões à Prefeitura. Nos últimos meses, o Governo não tem feito os repasses dos recursos, de sua responsabilidade, para manutenção dos serviços do Samu, UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e o programa de Farmácia Básica de João Pessoa.

“Os repasses de recursos do Samu estão atrasado há quatro meses, os recursos que viriam para a Farmácia Básica, para os medicamentos dos Postos de Saúde da Família também estão atrasados e o recursos das UPAs também estão atrasados”, denunciou Adalberto, revelando já ter procurado a secretária Roberta Abath (Saúde, Estado), para a regularização dos repasses, sem sucesso.

Segundo Abath teria afirmado a Fulgêncio, o Governo do Estado só tem priorizado, neste momento, o pagamento da folha de pessoal. (De Blog do Helder Moura)
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário