Seleção decepciona e empata com a África do Sul na estreia da Olimpíada

- Brasil 0 x 0 Africa do Sul (Foto: Adalberto Marques / Agif).  No mesmo lugar em que se despediu da Copa do Mundo de 2014 o Brasil inic...

- Brasil 0 x 0 Africa do Sul (Foto: Adalberto Marques / Agif). 
No mesmo lugar em que se despediu da Copa do Mundo de 2014 o Brasil iniciou a busca pelo ouro olímpico. Mais do que começar bem a corrida pela medalha, a Seleção tinha o objetivo de apagar a má impressão deixada no último grande evento que participou em casa e resgatar o orgulho do torcedor. Não conseguiu. Assim como na disputa pelo terceiro lugar contra a Holanda, há dois anos, a equipe saiu do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, vaiada após o empate em 0 a 0 com a África do Sul, nesta quinta-feira. Veja a repercussão da partida.

Se na Copa o sentimento era de indignação, agora a frustração é que toma conta. Esperava-se uma Seleção bem diferente da que nos acostumamos a ver no Mundial e depois dele. Pelos treinamentos e entrevistas de Rogério Micale e também pela impressão deixada no amistoso diante do Japão, no último sábado, a expectativa era de uma equipe envolvente, com toques rápidos, marcação no campo de ataque e um trio ofensivo infernizando a vida dos defensores. Nada disso aconteceu.

Parecendo nervosa com a estreia, a jovem equipe brasileira abusou dos cruzamentos no primeiro tempo e dos erros de finalização no segundo. Decepcionou. 

Capitão do time e um dos mais experientes, Neymar esteve tão afoito quanto os demais. Na etapa final, foi fominha em muitas oportunidades e não conseguiu definir sozinho. É verdade que o camisa 10 criou chances para si e os demais, mas esteve longe de render o que pode.

Aos 14 minutos do segundo tempo, as coisas pareciam que ficariam mais fáceis, quando Mvala foi expulso. Antes mesmo disso Micale já havia chamado Luan para entrar no lugar de Felipe Anderson e pôr em prática o esquema com quatro atacantes, testado várias vezes nas duas últimas semanas. Nem assim deu certo.

O Brasil teve mais a bola, pressionou durante toda a etapa final, mas não conseguiu vazar o goleiro Khune. As decisões tomadas foram quase sempre erradas e também faltou pontaria. A chance mais clara foi Gabriel Jesus, que chutou na trave, aos 23 minutos, mesmo com o gol escancarado - o palmeirense estava impedido.

A história (da Copa e da estreia na Olimpíada) já está escrita, mas pode ter seu enredo alterado. Ainda em Brasília, a equipe canarinho tentará melhorar a impressão deixada contra a África do Sul e se recuperar na competição no próximo domingo, quando encara o Iraque. (De LanceNet)

LEIA TAMBÉM

ESPORTE 7727086466700664572

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item