Com homenagem à Maria Bethânia, Mangueira é a campeã do Carnaval 2016 do Rio

Escola desbancou o Salgueiro no último quesito. Agremiação homenageou a cantora Maria Bethânia na Sapucaí. 

A Estação Primeira de Mangueira é a nova campeã do Grupo Especial do Carnaval carioca. Com o enredo "Maria Bethânia – A menina dos Olhos de Oyá", a agremiação desfilou na última segunda-feira e saiu da Apoteose como uma das favoritas. O carnavalesco estreante na Verde e Rosa, Leandro Vieira, soube do resultado em casa. "Mal acreditei. Me tranquei no meu quarto, desliguei o celular e não vi nada da apuração. Estou muito feliz", contou ele, que é marido da porta-bandeira Squel.

A apuração foi apertada e só foi decidida no último quesito, alegorias e adereços. A Verde e Rosa não vencia desde 2002, com "Brazil é para cabra da peste, Brasil é a nação do Nordeste". Este ano foi ainda a estreia do puxador Cigareney, sucessor de Jamelão.

Emocionado com a vitória, o presidente Chiquinho da Mangueira afirmou que a escola fez um "belo trabalho" e que "ganhar foi consequência". "Foi disputado. Salgueiro também fez um belo trabalho. A emoção dos componentes na Avenida foi o diferencial da gente", afirmou Chiquinho. A quadra da agremiação ficou lotada minutos após o anúncio.  Na quadra, Chiquinho gritou para o público: "Vamos comemorar muito, e juntos. Esse título é de toda a comunidade". Já um dos compositores do samba deste ano Alemão do Cavaco disse que a música foi a "mais cantada" na Sapucaí.

Diretor de harmonia, João Gomes, o João do Ciep, de 65 anos, ressaltou que a Verde e Rosa precisava deste títulos para "mostrar novamente nosso verdadeiro valor". "Estávamos engasgados desde 2002. Fizemos tudo certinho, merecemos!", comemorou. (O Dia)


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário