FHC sugere renúncia como 'gesto de grandeza' para Dilma

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso comentou, através das redes sociais, as manifestações deste domingo, 16. Para o tucano, o mais "significativo" dos protestos pedindo o impeachment de Dilma Rousseff foi a "persistência do sentimento popular de que o governo, embora legal, é ilegítimo".

Em tom incisivo, na postagem publicada no Facebook, FHC diz que "conchavos de cúpula" não devolvem legitimidade ao governo que, por isso, não consegue conduzir o País. Fernando Henrique não defende abertamente que Dilma renuncie, mas diz que ela precisa de um "gesto de grandeza", como a renúncia ou assumir seus erros, para recuperar sua capacidade de governar.

"Se a própria Presidente não for capaz do gesto de grandeza - renúncia ou a voz franca de que errou, e sabe apontar os caminhos da recuperação nacional -, assistiremos à desarticulação crescente do governo e do Congresso, a golpes de Lava Jato. Até que algum líder com força moral diga, como o fez Ulysses Guimarães, com a Constituição na mão, ao 
Collor: você pensa que é presidente, mas já não é mais", diz o post.

O ex-presidente tucano também fala de Lula. Para FHC, o petista "contamina" as condições de governabilidade de Dilma e cita o balão de Lula vestido de presidiário usado por manifestantes ontem. "Com a metáfora do boneco vestido de presidiário, a presidente, mesmo que pessoalmente possa se salvaguardar, sofre contaminação dos malfeitos de seu patrono e vai perdendo condições de governar." FHC completa dizendo que falta "base moral" ao governo, base que foi "corroída pelas falcatruas do lulopetismo". (Estadão)
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário