Após veto e protesto, árbitros decidem paralisar atividades por 30 dias

A categoria se manifestou contrária ao veto da presidente Dilma Rousseff ao item da Medida Provisória (MP) 671.   No Beira-Rio, placa de...

A categoria se manifestou contrária ao veto da presidente Dilma Rousseff ao item da Medida Provisória (MP) 671.  

No Beira-Rio, placa de protesto dos árbitros teve o número da MP 671 (Foto: Gazeta Press).
Em assembleia realizada na noite desta quinta-feira, os árbitros decidiram decretar um "estado de paralisação por 30 dias" de suas atividades, apuraram os canais ESPN.

Na próxima semana, eles devem protocolar ação na Justiça proibindo a veiculação de suas imagens na TV. O advogado que os representa já tem procuração assinada por 74 juízes.

A categoria se manifestou contrária ao veto da presidente Dilma Rousseff ao item da Medida Provisória (MP) 671 que assegurava 0,5% do valor dos direitos de transmissão dos jogos à arbitragem.

Nos jogos da última quarta e nesta quinta, a categoria organizou um protesto simbólico. Eles fizeram um minuto de silêncio, entraram em campo com faixas pretas em um dos braços e levataram placas com "0 5" e "671" em alusão a porcentagem pedida e o número da MP, respectivamente.

O protesto, aliás, pode acabar em punição aos árbitros. Isto porque o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vai avaliar o ato e pode, se entender que o mesmo infringiu algum artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), decidir por alguma sanção aos envolvidos. (ESPN Brasil)

LEIA TAMBÉM

ESPORTE 9053872826184602808

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

hEm CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item