IFPB: Reitoria anuncia restaurante estudantil em Guarabira; emenda de R$ 500 mil foi destinada pelo deputado Pedro

Vista aérea do IFPB Campus Guarabira e no destaque, o deputado Pedro C. Lima e o reitor Nicáio Lopes. Imagem: Créditos: Ascom-IFPB / Edição: Plugados. 
Um espaço de cerca de 300 metros quadrados com capacidade para servir mais de 800 refeições por turno e atendimento simultâneo para 200 pessoas. Esse será o restaurante estudantil do Campus Guarabira. O novo espaço anunciado pela reitoria do IFPB terá suas obras iniciadas ainda em 2021. O valor está orçado em R$ 1,7 milhão e foi oriundo de emenda parlamentar da bancada paraibana.

“Nosso sentimento é de imensa satisfação. Trata-se de um importante equipamento para garantir qualidade alimentar aos estudantes possibilitando melhores condições de permanência e êxito na instituição”, destacou o Reitor Nicácio Lopes. A previsão é que os recursos estejam disponíveis ainda no primeiro semestre.

“A construção do nosso sonhado restaurante é um marco para o campus, um espaço que mudará a formação integral de mais de 700 estudantes. Esse ano completamos 10 anos de história e não poderíamos comemorar de forma melhor, por isso, meu agradecimento e reconhecimento ao desempenho e esforço do nosso Reitor na melhoria dos campi”, afirmou a Diretora Geral do Campus Guarabira Kyara Nóbrega.

A estudante do curso técnico em contabilidade Larissa Albuquerque será uma das beneficiadas com a construção do restaurante. Ela conta que mora em Alagoa Grande e tem que sair muito cedo de casa para frequentar as aulas no Campus, onde permanece até o final da tarde, uma vez que seu curso é em período integral.

Geralmente acordo bem cedo, por volta das 4h00 da manhã para pegar o ônibus, então deixava para tomar café lá no campus. Saía da minha cidade às 6h00, tinha que levar de casa meu café. Muitas vezes meu grupo de amigos dividia: um levava o café, o outro pão e o outro a mortadela”, explicou Larissa.

De acordo com a Diretora Geral, Kyara Nóbrega, como o curso é ministrado em período integral, os estudantes recebem um auxílio permanência, que está inserido na Política de Assistência Estudantil do IFPB. O benefício é destinado para a compra de refeições. Os estudantes se alimentam em duas salas de aulas que foram reservadas pela Direção Geral para tal finalidade. “Após as aulas da manhã vinha a hora do almoço. Essa era sem dúvidas a mais complicada. Às vezes eu esquecia de pedir a quentinha por falta de tempo, às vezes o dinheiro não dava, sem contar na correria para almoçar”, pontuou a estudante. 

Essa rotina corrida será aliviada com a chegada do restaurante estudantil que proporcionará a garantia de uma alimentação certa e segura. “Com o tão sonhado restaurante espero que essa rotina seja um pouco mais maneira. Como tínhamos poucas opções de alimentação próxima ao campus, muitas vezes não nos alimentávamos bem. Agora com o restaurante poderemos ter uma alimentação saudável, sem que a gente se preocupe se o dinheiro vai ser suficiente. Esse restaurante vai ser muito mais que apenas um local onde fornece alimentação, ele trará consigo segurança aos pais e conforto ao aluno”, comemorou a aluna, que enalteceu o empenho da gestão na busca por melhorias para os discentes. “Fico muito grata e feliz em saber que a gestão tem lutado pelos direitos dos estudantes. Uma grande conquista para todos nós”.

A Diretora Kyara Nóbrega também lembrou do apoio fundamental dos parlamentares paraibanos. “Com a crise orçamentária que estamos, não seria possível essa conquista sem o apoio dos nossos parlamentares e com o empenho do nosso reitor em busca desse recurso”, afirmou.

O reitor Nicácio Lopes agradece em especial o apoio do deputado Pedro Cunha Lima (PSDB) que destinou o valor de R$ 500 mil para ser investido na construção do Restaurante Estudantil no Campus Guarabira.Confira quais são os outros parlamentares que destinaram recursos ao IFPB, de um modo geral.

Pela Câmara Federal, destinaram recursos os seguintes deputados: Frei Anastácio (PT), R$ 2,8 milhões; Gervásio Maia (PSB), R$ 1,5 milhão; Ruy Carneiro (PSDB), R$ 1,1 milhão; Efraim Filho (DEM), R$ 500 mil; Edna Henrique (PSDB), R$ 300 mil; Aguinaldo Ribeiro (PP), R$ 300 mil; e Damião Feliciano (PDT), R$ 100 mil. Pelo Senado, destinaram emendas os senadores (as): Nilda Gondim (MDB) R$ 1,5 milhão; Veneziano Vital (MDB), R$ 500 mil e Daniella Ribeiro (PP), R$ 300 mil.

“Sem essa mão amiga da bancada paraibana dificilmente continuaríamos realizando o sonho de expansão da nossa comunidade acadêmica”, complementou o reitor Nicácio ao reconhecer a exitosa e profícua atuação dos parlamentares em favor do Instituto Federal da Paraíba.

Alimentação e Desempenho Acadêmico – Estudos indicam que uma alimentação escolar adequada tem um papel importante no desempenho acadêmico dos estudantes. O Campus Guarabira tem realizado atividades de destaque no ensino, pesquisa e extensão, a exemplo da Semana de Educação, Ciência e Tecnologia (SEDUCITEC), realizada nos dias 26 a 30 de abril, oportunidade em que reuniu de forma virtual estudantes, professores e pesquisadores de outros institutos e de outros países. 

A Coordenadora de Extensão e Cultura do Campus, professora Adjane Pontes, acredita que com a chegada do restaurante estudantil as atividades de ensino, pesquisa e extensão terão um maior fôlego. “O estudante terá uma alimentação balanceada e rica em nutrientes. Eles estarão bem alimentados e isso certamente contribuirá para um incremento no desempenho deles, ajudando a assimilação de conteúdos e melhorando inclusive o trabalho dos professores. Nosso campus possui muitos docentes e estudantes atuantes em pesquisa e extensão e a chegada do restaurante proporcionará mais incentivo para que os alunos possam se dedicar a essas atividades”, analisou a coordenadora.

A professora Adjane que também atua na área de educação física lembrou o quanto é importante para a saúde a prática de atividades físicas aliada a uma boa alimentação. “Nesse momento achei pertinente priorizar o restaurante estudantil. Ofertando uma alimentação de qualidade, o campus está dando um passo importante que irá refletir em vários aspectos até na capacidade e motivação do aluno em participar de atividades esportivas”, comentou.

(*) Ascom / IFPB, site oficial


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário