Guarabira: vereador define bancada independente como ‘centrão’ e diz não querer ser parte de ‘oposição raivosa’

O vereador Saulo Fernandes (MDB). Foto: Reprodução / TVMidia. 
As próximas sessões da Câmara Municipal de Guarabira deverão contar com três bancadas: Situação, Centrão e Oposição. Foi o que sinalizou o vereador de 3º mandato, Saulo Fernandes (MDB), em entrevista concedida à jornalista Michele Marques da TVMidia, na tarde da quinta-feira (18) durante sessão.  O emedebista falou que irá fazer uma oposição responsável ao prefeito Marcus Diôgo (PSDB), cobrando na hora que for necessário e parabenizando a gestão no momento dos acertos – e para isso já existe um movimento na Casa para ser criada a bancada do ‘centrão’ (independente), como há na Câmara dos Deputados. O parlamentar frisou que não vai aceitar fazer parte de uma 'oposição raivosa'.

Saulo ainda disse que foi realizada uma reunião para definir os líderes da bancada de cada partido, mas revelou que alguns companheiros de oposição querem liderar com uma bancada maior. “Não sei se é para ter mais tempo de tribuna ou para fazer matéria se dizendo líder”, ficou na dúvida o parlamentar.

Ele adiantou que na próxima semana será feita mais uma reunião, desta vez para definir os líderes da situação e da oposição, porém há um movimento dentro da CMG, que inclusive ele faz parte, para se criar a bancada de centro. Se dividindo o parlamento em Situação, Centrão e Oposição. E disse, Saulo Fernandes, os seus motivos para tal. “Não adianta ser liderado ou ser líder de uma bancada que se diz oposição só por raiva, por estresse, por falar alto. É melhor fazer uma bancada de centro, mais centrada, com pensamento melhor em focar ajudar a cidade, mas infelizmente ser liderado por vereadores que realmente querem ser oposição por ser, dessa bancada aí, eu não farei parte”, sentenciou SF.

As bancadas

Os vereadores de situação são: presidente Wilson Filho (PL), Raimundo Macêdo (PSDB), Tiago do Mutirão (PSDB), Isaura Barbosa (PSD), Júnior Ferreira (PSDB) e Jussara Maria (PSDB). Mas há quem diga que essa bancada se ampliará.

Os parlamentares que possivelmente farão parte do Centrão serão aqueles que votaram a favor das duas chapas vitoriosas da situação apresentadas para presidirem a Câmara nos dois biênios; sendo Saulo Fernandes (MDB), Zé do Empenho (PDT), Ramon Menezes (MDB), Marcelo Bandeira (PDT), Gerson do Gesso (PDT), com exceção de Renato Meireles (CDN), que talvez não lhe sirva o termo de vereador independente e, sim, de oposição, naturalmente.

A bancada de oposição, certamente, será formada pelos vereadores Josa da Padaria (CDN), Nal Fernandes (MDB) e Rosane Emidio (PROS), que se intitularam na sessão de posse, como ‘verdadeira oposição’ por não terem votado nos candidatos à presidência ligados ao prefeito. Podendo ter um 4º integrante, Renato Meireles.


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário