Guarabira: líder do 'centrão' revela que vereadores de situação poderão integrar nova bancada: 'prazo de 15 dias'

Pelo menos dois teriam procurado Saulo Fernandes e teve até prazo de 1ª de abril para fazer transição à bacada independente. 

O vereador Saulo Fernandes (MDB) ladeado dos radilaistas César Santos e Rodrigo Sousa durante entrevista no Jornal 850/Edição de Sábado na Rádio Rural AM de Guarabira. Foto: Reprodução / Live / Facebook / Rádio Rural. 
O vereador Saulo Fernandes (MDB), líder da recém-criada bancada do ‘centrão’ (independente) na Câmara Municipal de Guarabira – revelou na manhã deste sábado (27) que este bloco poderá ganhar mais integrantes nos próximos dias. O emedebista disse, sem manifestar nomes, que alguns colegas seus da bancada de situação já entraram em contato com o mesmo com pensamento de independência e passarem a integrar o centro, lhe dando, um destes, o prazo de 15 dias para a possível mudança.

Ainda, segundo SF, outro siuacionista teria lhe dado o prazo para migrar para bancada centirsta de, até o dia 1º de abril; mesmo popularmente considerada a data, como o 'dia da mentira'.

"O prazo que um deles me deu foi até o dia 15 de março. E teve outro que me pediu até o dia 1º de abril o prazo para resolver, também, algumas situações pontuais, e se não fosse, na verdade, chegado a um entendimento sairia da bancada em que faz parte", revelou Saulo.

O vereador destacou também, de forma crítica, as recentes articulações de possivel união entre MDB de Paulino e Cidadania de Meireles/Alves com o grupo do advogado Teotônio (PDT) para tentar reeleger o governador João Azevedo, quando, segundo Saulo, nas eleições municipais não se juntaram pelo projeto da sucessão de prefeito de Guarabira. E, se a mesma união não for feita nas eleições municipais de 2024, ele disse que ficará de fora.

Estas e outras declarações do vereador Saulo Fernandes foram dadas durante entrevista em que ele concedeu ao programa Jornal 850/Edição de Sábado, na Rádio Rural AM de Guarabira.

Atual cenário das bancadas na CMG após surgimento do Centrão

A bancada do centro é formada por Saulo, que não quis seguir na oposição, mais os pedetistas Marcelo Bandeira, Zé do Empenho e Gerson dos Gesso.

A oposição, de três inicias integrantes declarados, agora conta com 5 nomes, que são: Nal Fernandes (MDB), Renato Meireles (CDN), Ramon Menezes (MDB), Rosane Emídio (PROS) e Josa da Padaria (CDN); este último deverá ser oficializado como lider da bancada, como assim adiantou o vereador Renato, na sessão da última quinta-feira (25).

A bancada situacionista é formada por: presidente Wilson Filho (PL), mais Raimundo Macêdo, Tiago do Mutirão, Júnior Ferreira (todos do PSDB) e Isaura Barbosa (PSD).

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário