Vice-prefeita renuncia ao cargo menos de um mês após a posse

Lucinha Feitosa (DEM) enviou a carta de renúncia à Câmara Municipal. Foto: 
Eleita vice-prefeita de Eusébio, no Ceará, em 2020, em chapa com Acilon Gonçalves (PL), Lucinha Feitosa (DEM) renunciou antes mesmo de completar um mês no cargo. Ela anunciou a renúncia nesta quarta-feira (20), nas redes sociais.

Na publicação, a agora ex-vice-prefeita do Município reproduziu a carta de renúncia enviada à Câmara Municipal. No texto, ela diz que a decisão acontece “em caráter irrevogável e irretratável, com efeitos imediatos”.

O motivo citado por Lucinha foram as regras de compliance da administração pública, que impedem governantes e familiares de celebrarem contratos com diversas empresas.

“Os mecanismos de governança e compliance impedem as pessoas politicamente expostas e seus familiares de fazer negócios com muitas empresas, a percepção dessa circunstância foi de grande importância para a presente decisão”, diz o texto enviado ao legislativo municipal.

Lucinha Feitosa, que é esposa do presidente estadual do DEM, Chiquinho Feitosa, afirmou ainda que tomou a decisão “com profunda tristeza” por não “realizar tudo que havia planejado em benefício das pessoas mais carentes e necessitadas do município e que confiaram em mim na eleição de 2020”.

O prefeito do município, Acilon Gonçalves (PL), também usou as redes sociais para confirmar a renúncia da vice-prefeita.

“A decisão reflete sua postura ímpar, pois ela cumpre com as inafastáveis regras de compliance que estabelecem incompatibilidade entre estar empresária e vice-prefeita”.

Com a renúncia, o cargo fica vago. Na ausência do prefeito, a gestão fica a cargo do presidente da Câmara Municipal. (*) Diário do Nordeste


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário