Camila afirma que morte do ex-prefeito Dinaldo Wanderley deixa uma lacuna na política paraibana: "Fará muita falta"

A deputada estadual Camila Toscano e o ex-prefeito de Patos, Dinaldo Wanderley. Foto: Edição / Plugados. 
PESAR - 
A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) lamentou a morte do ex-prefeito de Patos e deputado estadual, Dinaldo Wanderley, ocorrida na manhã deste domingo (24). Dinaldo estava internado em um hospital particular de João Pessoa com suspeita de ter sido contaminado pelo coronavírus. Para a deputada, a partida de Dinaldo deixa um lacuna na política paraibana, principalmente no município de Patos.
 
“Nesse momento quero abraçar todos os familiares do ex-prefeito Dinaldo, principalmente o meu amigo Dinaldinho, com quem trabalhei na Assembleia Legislativa, lutando sempre por uma Paraíba melhor. Dinaldo deixará muita saudade e fará muita falta para a política paraibana”, destacou Camila.
 
Dinaldo Medeiros Wanderley é natural de Patos, onde nasceu no dia 20 de junho de 1950. Era advogado, economista, empresário, ex-futebolista e político. Foi deputado da Paraíba e durante sua carreira política já foi prefeito de Patos por dois mandatos consecutivos, entre 1997 e 2005 sendo o primeiro prefeito reeleito.
 
Se candidatou em 1992 ao cargo de prefeito de Patos, pelo PFL, ficando na segunda colocação. No pleito posterior, em 1996, concretizou o sonho concorrendo com a deputada Francisca Motta, conquistando 19.577 votos, contra 13.085. Em 2000, se reelegeu com 27.967 votos, contra 15.121 de Nabor Wanderley. Foi eleito deputado estadual à Assembleia Legislativa da Paraíba, com 32.082 votos no estado, sendo que 14.456 na cidade de Patos. Tentou retornar, em 2008, para a Prefeitura de Patos. 
 
Dinaldo também foi jogador de futebol, atuando em duas equipes profissionais de Patos, como o Esporte e Nacional. Chegou ainda a ser convidado para a seleção paraibana e também para jogar no Flamengo do Rio de Janeiro. (*) Ascom

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário