Após Globo, Folha e Band, Metrópoles também suspende cobertura no Alvorada 'por falta de segurança'

Crescimento da hostilidade de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro impede trabalho seguro dos profissionais de imprensa,  diz matéria de Metrópoles, noticioso com sede no Distrito Federal; confira
Foto: Créditos, Rafaela Felicciano / Metrópoles. 
"Após a escalada de hostilidades de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação a jornalistas fazendo seu trabalho, o Metrópoles decidiu suspender a cobertura diária que faz desde o início deste governo em frente ao Palácio da Alvorada.

A medida foi tomada no início da noite desta segunda-feira (25/05), e une-se às decisões de outras empresas jornalísticas, como o Grupo Globo (que reúne veículos como o portal G1, os jornais o Globo e Valor Econômico e a TV Globo), a Folha de S.Paulo e a Band. O Estadão não se manifestou oficialmente, mas o Metrópoles apurou que o jornal não irá enviar repórteres nesta terça-feira (26/05) para a porta do Alvorada. No caso do portal Metrópoles, a suspensão perdurará enquanto o clima de hostilidade continuar e não houver condições para que os profissionais de imprensa possam trabalhar em segurança.

Embora a agressividade dos seguidores de Bolsonaro tenha tornado-se comum nos últimos meses, sem qualquer manifestação contundente do governo ou ação para garantir a segurança dos profissionais que acompanham as idas e vindas do presidente da residência oficial, o grau de ferocidade dos ataques subiu mais um degrau nesta segunda.

Jornalistas no Alvorada foram alvo de insultos como “comunistas, escória, ratos, comprados, lixo” quando Bolsonaro deixou o palácio para ir ao Planalto, pela manhã. Sempre aos berros, com os militantes bolsonaristas quase entrando no espaço reservado para o trabalho da imprensa – e separado apenas por um grade baixa. Em nenhum momento os seguranças do Alvorada interromperam as manifestações." (*) Metrópoles

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário