‘O que tiveres de fazer que faças logo’: Wilsinho e Marcos de Enoque sob suspeitas de rompimento

Os vereadores Wilsinho e Marcos de Enoque. Foto: Reprodução / Montagem. 
Os vereadores Wilson Filho (Wilsinho – PR), da oposição Paulinista, e Marcos de Enoque (PSDB), de situação, estão sendo os alvos de suas bancadas, sob suspeitas de rompimento.

A sessão da Câmara desta quinta-feira, pós-carnaval, serviu como uma espécie de 'paredão' para os dois parlamentares, mesmo sem a presença de um deles.

Wilsinho - O vereador Zé Ismai (Podemos), representante da bancada Paulino/MDB, de tanto ouvir rumores de que o colega de bancada Wilsinho estaria prestes a abandonar o grupo emedebista -, não se conteve e pôs o aliado em xeque. Ismai perguntou ao colega se o mesmo iria se manter fiel ao grupo Paulino. Em reposta WF, de forma serena, como lhe é peculiar, disse que “o futuro a Deus pertence”.

Aproveitando o ensejo o vereador de situação, Leonardo Macena (Cidadania), fez de pronto um convite para Wilsinho integrar a bancada que dá sustentação ao prefeito e filiar-se ao PSDB. Renato Meireles (PSB), que representa o governo do estado na CMG, também propôs ao vereador do PR que fosse para o seu grupo, para se filiar ao Cidadania, novo partido do governador João Azevedo, para onde vai Meireles. Michel do Empenho que caminha para o PDT também convidou WF para fazer parte da sigla. Com isso, Zé Ismai fez o convite ao colega de bancada para ingressar no MDB. Em reposta Wilson agradeceu os convites e disse que pretende continuar no Partido Republicano, legenda que preside na cidade.

Marcos de Enoque - A outra contenda envolve o vereador Marcos de Enoque, fiel escudeiro dos Toscano/PSDB há décadas, e que boatos apontam que o mesmo pode desta vez se desviar do apoio de um nome à sucessão do prefeito Zenóbio Toscano, indicado pelo próprio ZT, pela ex-prefeita Léa e pela deputada Camila Toscano. Sendo o nome mais provável, do prefeito em exercício Marcus Diogo.

Veículos de comunicação anunciaram que Marcos de Enoque iria decidir o seu futuro político nesta mesma sessão, de quinta-feira (27), e boatos davam conta que o mesmo estaria disposto a declarar o não apoio ao nome da situação para prefeito e sim ao do pré-candidato oposicionista, advogado Teotônio Assunção (PDT). 

Marcos não compareceu à sessão, porém o seu colega de bancada, Leonardo Macena (Cidadania), no final do seu discurso, promulgou uma célebre frase bíblica, sem citar nomes, “Estamos próximo da semana santa, pois, o que tiveres de fazer, que faças logo, Judas! ”.

Em recente entrevista Marcus Diogo disse não ter escutado de Marcos de Enoque o termo ‘insatisfação’ e que iria deixar o grupo, por isso não acredita em rompimento. Pois bem. E, além disso, nós do editorial acreditamos que, antes de qualquer coisa, o vereador que demonstra ter grande estima e consideração pelo trio Toscano, iria conversar com Zenóbio, Léa e Camila, sobre suposto descontentamento.

@RedaçãoPlugados
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário