Forró Nadela e Ricardo Souza animam noite dos 58 anos de emancipação política de Cuitegi, PB

Centro da cidade de Cuitegi. Foto: Reprodução. 
A banda Forró Nadela e o cantor Ricardo Souza são as principais atrações musicais que irão animar, na noite desta quinta-feira (26), a festa de aniversário de emancipação política de Cuitegi; cidade localizada na região de Guarabira, no Agreste paraibano.

De acordo com informações do site oficial da PMC, o primeiro show musical está previsto para acontecer às 21h. Atividades culturais e esportivas integram a programação durante todo o dia de festa. 

O município (Wikipédia)
Cuitegi é um município brasileiro do estado da Paraíba, localizado na Região Geográfica Imediata de Guarabira e integrante da Região Metropolitana de Guarabira. De acordo com o IBGE (Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população foi estimada em 6.889 habitantes. Área territorial de 39,301 km² e o principal curso d'água é o rio Araçagi.

História (Wikipédia)
O Arraial de Cuite (1860) da então Vila Independência pertencera ainda como Distrito (1938), da atual Guarabira até o ano de (1961), quando obteve sua Emancipação Política, elevando-se à qualidade de Cidade com a denominação de Cuitegi.

A Povoação fora fundada por Capitão Firmino Alves Pequeno, que construiu a primeira residência e um estabelecimento comercial.

O inicio do povoamento é atribuído à construção dessa casa, em 1860, destinada à hospedagem dos tropeiros que passavam a caminho da feira de Mamanguape. 

O topônimo Cuitegi é derivado dos termos tupis cuité (fruto do cuitezeiro) e ji (rio), o que portanto produz «rio dos cuités», segundo o célebre historiador Horácio de Almeida.

No livro Guarabira através dos Tempos, de Cleodon Coelho, há o seguinte trecho que corrobora tal significado: «Ainda existem à margem do rio que margeia o distrito frondosas cuitezeiras, cujos frutos quase sempre de forma esferoidal são aproveitados na fabricação de cuias.»

Sua história tem início com a colonização portuguesa que, próximo a Mamanguape, estenderam uma linha de comércio para o interior. Conta-se que os tropeiros que iam para Mamanguape paravam debaixo destas árvores para descanso da tropa e depois seguiam viagem. Cuitegi ficava em seu itinerário. O então povoado apresentava um comércio florescente nos idos de 1870 e 1880.

Tinha o nome de Cuité até 15 de novembro de 1938, data em que o decreto-lei nº 1.164, que alterava o povoado para vila também a renomeou para Cuitegi. Tornou-se município em 26 de dezembro de 1961 ao desmembrar-se de Guarabira.

@RedaçãoPlugados

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário